Por Nelson Luiz Pereira_conselheiro editorial do OCP

 

A pandemia do novo coronavírus já vitimou cerca de 2,5 milhões de pessoas no mundo. Os números no Brasil, situam-se na casa dos 250 mil, e Santa Catarina aproxima-se de 7 mil óbitos.

Jaraguá do Sul registrava até quarta-feira (17), 120 mortes pela Covid-19. Embora o processo de imunização esteja, vagarosamente, em curso, conhecer com detalhes o perfil epidemiológico das vítimas, é de considerável importância, já que, os indicadores e demais informações associadas, serão a base para implementação de políticas públicas de saúde, e respectivas tomadas de decisões.

Num mundo impregnado por fake news, dispor de bases fidedignas de informações dessa ordem, é um meio eficaz de preservar vidas. Expressando pesar à todas as famílias que perderam entes queridos, a matéria do OCP, tem o propósito de abordar de forma ilustrativa, o perfil epidemiológico das pessoas vitimadas pela Covid-19, no município de Jaraguá do Sul.

Além de ser uma informação relevante para a gestão da saúde pública, ela reforça a importância capital de cada cidadão cuidar de sua saúde. Cabe evidenciar que, o conceito que se nutria para com o “cuidar da saúde”, mudou radicalmente.

Se a pandemia do novo coronavírus provocou perdas impactantes e irreparáveis, ela também despertou, na sociedade, um novo olhar comportamental para com o valor da saúde. Quiçá isso possa, lá na frente, caracterizar de fato, o novo normal.

Entretanto, há um bom caminho a ser ainda trilhado. Por hora, de forma geral, sequer aprendemos a nos proteger do vírus. Ainda não incorporamos, de forma eficaz, a consciência preventiva, não apenas para essa doença, mas, como filosofia de vida.

Enfim, é plenamente possível dar seguimento à vida e aos negócios, acatando os protocolos de segurança. Nessa luta de dúvidas e aprendizados que atravessamos, há uma grande certeza: informação confiável é uma imbatível aliada.