Não há como falar da história da humanidade sem considerar a arte no processo de evolução. Desde os primórdios a arte é a mais autêntica forma de expressão humana. Ela se apresenta em todas as dimensões de tempo e espaço. Seja uma pintura, uma peça de teatro, dança, literatura, escultura, entre outras, lá está a arte possibilitando as mais diversas visões de mundo e de vida.

Embora o constante avanço do conhecimento e tecnologias contribuam para o aprimoramento das artes, ela é inerente ao processo de desenvolvimento humano. Vale destacar que todas as pessoas são dotadas, em maior ou menor grau, de alguma habilidade artística. Fomentar preconceitos ou depreciar o mundo das artes é se aliar ao obscurantismo.

A arte amplia o pensamento, estimula a criatividade, a imaginação, o senso crítico e as emoções. Por isso, é preciso que o poder público pense a arte intimamente associada com cultura e educação, buscando equilíbrio de importância com a saúde, a segurança, a economia, enquanto estratégia de desenvolvimento, como fazem a maioria dos países desenvolvidos.

Sensível a essa realidade, e diferenciando-se do padrão nacional, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, da Prefeitura de Jaraguá do Sul, e Sociedade Cultura Artística (Scar), assinaram um Termo de Fomento que estabelece convênio de R$ 300 mil para a viabilização de 48 apresentações artísticas e cedência de espaço para eventos culturais promovidos pelo município.

Uma ação visionária que retrata o entendimento de que é por meio da arte que se compreende melhor o mundo e o sentido da vida e seus valores. Que ações dessa natureza seja uma prática recorrente e crescente em nosso município.