Por Nelson Luiz Pereira - conselheiro editorial do OCP

As feiras de hortifrutigranjeiros que passaram a servir nossa cidade, demonstram que, se por um lado somos assolados por limitações de toda ordem, por outro sobram criatividade, persistência e ação. Os agricultores de nossa cidade e região não se deixam abater ao se reinventarem e contornarem esse momento contingencial.

Como já evidenciado anteriormente aqui nesse espaço editorial, em tempos normais não nos damos conta de que quase totalidade dos alimentos de nossas mesas, passou pelas mãos de um agricultor. Ele é o responsável primário em suprir vidas nos lares, nas escolas, restaurantes e mercados.

Ocorre que esta calamidade também o atingiu economicamente, mas, isso em nada comprometeu sua obstinação naquilo que faz e acredita: plantar, colher e servir.

Diante da significativa queda verificada no consumo da cidade, nossos agricultores seguem reagindo, e agora promovem as feiras semanais de seus produtos. Significa uma oportuna ação logística de aproximação com os consumidores. Grande parte desses pequenos agricultores abasteciam escolas, feiras e restaurantes, que cessaram seus pedidos por conta do isolamento.

Então, se já somos uma sociedade que se destaca em senso de solidariedade e colaboração, podemos demonstrar, agora, que a crise pode até ser humanitária, porém, não precisa ser de humanidade.

Isto posto, que possamos apoiar nossos bravos agricultores direcionando nossas compras de hortifrutigranjeiros, nas feiras. São iniciativas conjuntas dessa dimensão que contagiam e renovam nossas forças e a esperança em busca da superação.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul