Atualmente, diante dos últimos acontecimentos ocorridos no mundo, o desenvolvimento sustentável voltou à pauta central de discussões como sendo o grande objetivo de todo o conjunto da sociedade.

Os atos praticados pelas empresas levando em consideração a importância do meio ambiente e da sociedade definem o conceito de sustentabilidade empresarial, sendo que a pandemia na qual estamos vivendo fez um alerta de que investir em sustentabilidade tornou-se uma necessidade.

A tendência da sustentabilidade desponta na economia, tanto que o prêmio Nobel de Economia do ano de 2018 premiou os pesquisadores William Nordhaus e Paul Romer, tendo em vista um estudo realizado sobre o crescimento sustentável em longo prazo na economia global e o bem-estar da população.

No decorrer dos últimos anos os empresários começaram a perceber que o papel social de uma empresa deve também englobar a responsabilidade social, sendo que as empresas que estão investindo na sustentabilidade estão criando um diferencial competitivo, até mesmo por conta do novo cliente/consumidor, que também vem se preocupando com a sustentabilidade na hora de contratar e/ou realizar uma compra.

Uma das habilidades de um líder empresarial sustentável é assegurar que a empresa identifique, de forma clara, todos os impactos socioambientais negativos causados por suas operações, e, cuidar para minimizá-los ou eliminá-los. Ainda, rever processos e modos de produzir, desenvolvendo produtos e serviços ou conceber modelos de negócios que contribuam para promover a sustentabilidade.

Atualmente, as empresas vêm tendo um papel fundamental na disseminação de práticas de sustentabilidade e começam a perceber a responsabilidade que possuem em todas as etapas do seu processo produtivo, desde a etapa da extração da matéria-prima até a eliminação do que foi consumido.

Sem dúvidas, as empresas que estão aderindo à sustentabilidade, estão garantindo a sua manutenção no mercado, além de possuírem um diferencial para se sobressaírem em um ambiente cada vez mais competitivo, e, estarem garantindo o futuro das próximas gerações.

Artigo elaborado pelo advogado Paulo Luiz da Silva Mattos, advogado pós-graduado em Direito Empresarial e Direito do Trabalho. MBA em Direito e Negócios Internacionais. Sócio Fundador do escritório Mattos, Mayer, Dalcanale & Advogados Associados.