A reeleição dos três prefeitos que concorreram às eleições deste ano na região de Jaraguá do Sul no domingo (15), mostrou que a maioria da população não só aprovou os governos feitos por estes gestores, como também carimbou que espera ainda mais deles pelos próximos quatro anos de governo.

Os campeões de aprovação e votos foram Antídio Lunelli (MDB), de Jaraguá do Sul, e Luís Antônio Chiodini (PP), de Guaramirim, que chegaram a mais de 70% dos votos nesta campanha e se reelegeram com uma grande diferença dos segundos colocados.

Antídio conseguiu duas façanhas históricas na política jaraguaense, foi o primeiro prefeito reeleito até hoje e além disso obteve 56.476 votos (70,66%) sendo o candidato com maior número de sufrágios também do município.

O que se demonstra aqui é que a gestão baseada na experiência do setor privado levada para dentro da prefeitura por Lunelli, as contas em dia e os investimentos em áreas essenciais para a população fizeram a diferença.

Além é claro, da adoção de medidas de controle da pandemia do coronavírus que também ganharam o voto de confiança do eleitorado jaraguaense.

Em Guaramirim, o atual prefeito Luís Antônio Chiodini (PP), também foi campeão de votos com um total de 16.218 votos chegando a 72,07%, um número histórico na política do município.

Professor Chiodini, como é conhecido, também demonstrou nesta eleição que a forma como administrou o município foi aprovada pela maioria da população.

O prefeito conduziu a cidade com catástrofes naturais como o desmoronamento da SC-108, o ciclone-bomba e agora nos últimos meses a pandemia, e mesmo assim conseguiu realizar obras e outros projetos, principalmente de infraestrutura.

Reeleição em Massaranduba

Armindo Sésar Tassi (MDB) também teve a aprovação de mais 56% dos eleitores com 5.816 votos e consolidou sua reeleição no município. Tassi teve a seu favor o fato de ter sido vereador e vice-prefeito por dois mandatos em cada cargo e sua experiência de prefeito neste mandato atual.

A articulação do prefeito, principalmente em Brasília, fez com que o município recebesse recursos para que ruas fossem asfaltadas, o centro remodelado, assim como foi dada uma grande atenção para a questão da coleta seletiva, que também o ajudou a se reeleger.

Ex-prefeitos voltam em Schroeder e Corupá

Em Schroeder o candidato Felipe Voigt (MDB) que também foi prefeito duas vezes no município se elegeu com 48% dos votos.

A disputa em Schroeder foi a com maior número de candidatos na região com seis no total e, portanto mais intensa, mas mesmo assim, Voigt teve 26,91% de votos a mais que o segundo colocado Jair Bridaroli (PSD).

Outro bem conhecido na política da região, Luiz Carlos Tamanini, também do MDB, retorna ao comando da prefeitura de Corupá. Tamanini conquistou 52,96% dos votos e vai para seu quinto mandato no município.

MDB tem a maioria na região

Seguindo a tendência estadual, o MDB é o partido com o maior número de prefeitos eleitos na região também. Jaraguá do Sul, Corupá, Massaranduba e Schroeder contarão com prefeitos do MDB no mandato de 2021 a 2024.

No Estado, o MDB foi que mais elegeu prefeitos, dos 295 municípios, 96 elegeu prefeitos da sigla, seguido do PP com 52, PSD com 42, PSDB elegeu 32, PL teve 27 , PSL elegeu 13 e o PT com 11.

O vereador mais votado

O ex-secretário de Obras Onésimo Sell (MDB) foi o vereador mais votado em Jaraguá do Sul. Sell é figura conhecida no setor público desde a administração do prefeito Dieter Janssen (PP) quando também foi do primeiro escalão do governo.

O fato de ser um fiel escudeiro do prefeito Antídio, inclusive seu conterrâneo, já que os dois são de Corupá, e de ter sido responsável por uma das pastas que acabam tendo um grande destaque dentro de uma prefeitura, levou o candidato a conseguir 3.320 votos.

Novo terá duas cadeiras na Câmara

O partido Novo jaraguaense demonstrou o que se via nas ruas: os candidatos a vereador unidos em busca dos votos. O jovem candidato Rodrigo Livramento, de apenas 25 anos, conquistou 3.021 votos sendo o 2º mais votado.

Livramento foi um dos candidatos que mais arrecadou recurso por meio de vaquinhas virtuais, já que o Novo não utilizada os fundos partidário e eleitoral, e também conquistou o voto dos jovens, por meio das redes sociais. A professora Sirley Schappo também entra na Câmara com 2045 votos.

Reeleitos

Apenas dois dos 11 vereadores que concorriam à reeleição conseguiram permanecer na Câmara jaraguaense: Anderson Kassner (PP) e Ademar Winter (PSDB) e que são da base governista do prefeito Lunelli.

Bancadas

Das 11 cadeiras que serão ocupadas em 2021 pelos vereadores eleitos em Jaraguá, o MDB obteve a maioria com 3 vagas, o PP com 2, o PSDB uma, Podemos uma e uma do PSD que são dos partidos da coligação para reeleição de Lunelli. Da bancada do Novo serão 2 e um do PSL.

 

Telegram Jaraguá do Sul