Prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) assinaram a carta de intenções do Pacto de Desenvolvimento e Inovação da região. O ato aconteceu esta semana, durante reunião da Amvali, no salão da Chiesetta Alpina, em Jaraguá do Sul. O Presidente do Comitê Inova Jaraguá Gustavo Pacher, fez a apresentação do Pacto aos prefeitos junto com o presidente da Acijs Luis Hufnuessler Leigue.

O Pacto de Desenvolvimento e Inovação do Vale do Itapocu é um movimento regional iniciado por diversas entidades, públicas e privadas, que promovem ou apoiam o desenvolvimento econômico, social, a ciência, tecnologia, empreendedorismo, educação e a inovação.

As entidades pactuam ações que estejam dentro do seu escopo natural de atuação e que se enquadrem em um dos eixos definidos. As ações serão pactuadas publicamente e acompanhadas por portal específico do Pacto. As entidades podem, inclusive, se comprometer com ações dirigidas ao seu próprio público-alvo, contanto que estejam alinhadas com as diretrizes gerais do Pacto.

“A proposta é ter os gestores municipais como incentivadores de iniciativas que buscam a eficiência, fazer mais com menos, e estimular uma maior integração e alinhamento entre a comunidade na busca pelo progresso, desburocratização, desenvolvimento científico, fomento à pesquisa e a capacitação tecnológica”, explica Gustavo Pacher.

Durante a assinatura da Carta de Intenções, o prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli, enfatizou aos gestores dos municípios vizinhos a importância da união de esforços. “Compartilhar as informações de maneira regional faz muito sentido. Temos que nos unir cada vez mais e resolvermos os problemas em conjunto, de forma regional. Os municípios precisam ser mais versáteis, com menos burocracia e com mais entrega para as pessoas que precisam dos serviços públicos”, disse Lunelli.

Entidades

Nesta primeira etapa do movimento serão convidadas a participar as entidades com atuação diretamente relacionadas às pautas mais relevantes para o Vale do Itapocu, como os Municípios, Câmaras de Vereadores, Poder Judiciário, Ministério Público, Amvali, Cigamvali, associações empresariais, Câmaras de Dirigentes Lojistas, Fiesc, Sebrae, Senai/Senac, Polícia Civil, Polícia Militar, entidades e conselhos representativos de classe, e outras que tenham como objetivo contribuir para a materialização do propósito do Pacto.

Escola São José

O prefeito Luiz Carlos Tamanini (MDB) disse esta semana, durante sessão da Câmara de Vereadores de Corupá, que conseguiu a garantia da liberação de R$ 2 milhões para a compra do prédio onde funciona a Escola Municipal São José, quando esteve em Florianópolis em conversa com o secretário de Estado da Educação Luiz Fernando Cardoso.

Agora, a Prefeitura aguarda os orçamentos de imobiliárias, para encaminhar uma proposta à Congregação das Irmãs Franciscanas de São José, proprietárias do prédio. Caso o negócio seja fechada a compra, a Câmara de Vereadores terá que aprovar esta aquisição.

Procuradoria da Mulher

As vereadoras jaraguaenses, Nina Santin Camello (Progressistas) e Sirley Schappo (Novo), estiveram esta semana na Câmara de Guaramirim, para apresentar a Procuradoria da Mulher. O requerimento para a participação delas foi da vereadora Maria Rosana (PSD). Nina e Sirley explicaram o funcionamento da Procuradoria e as atividades às quais o órgão se propõe a realizar.

O objetivo é o de também criar a Procuradoria da Mulher do Legislativo de Guaramirim. Já são 32 Procuradorias da Mulher instituídas por Câmaras de Vereadores em Santa Catarina.