O Secretário de Estado da Infraestrutura Thiago Vieira, esteve na terça-feira (8) em Guaramirim, para acompanhar o andamento das obras de duplicação do trecho urbano da BR-280 e também do viaduto de acesso a SC-108. Vieira foi acompanhado pelo deputado Vicente Caropreso (PSDB), pelo prefeito de Guaramirim Luis Antônio Chiodini (PP), o presidente da Aciag Adilson Demathe e o empresário Altair Weber.

Sobre o viaduto, que muitos apostaram que seria uma novela interminável, a previsão de finalização e entrega é de 60 dias, informou o secretário. Isso demonstra o comprometimento do Estado com o cronograma das obras de duplicação do trecho urbano que iniciaram em novembro de 2019.

No primeiro trecho da obra da BR-280 o governo estadual investirá um total de R$ 96 milhões. Já outros R$ 56,9 milhões vão para as obras que englobam a construção de sete ligações como pontes, viadutos e passagens subterrâneas, que serão incorporadas ao trabalho de duplicação do trecho entre o entroncamento da SC-413 (para Joinville) e o entroncamento da SC-416 (para Schroeder).

Um dos destaques desta parte é a ponte sobre o Rio Itapocuzinho (Ponte do Portal), além de três passarelas e duas passagens inferiores entre Guaramirim e Jaraguá.

Marginais

O prefeito Chiodini aproveitou a oportunidade da vistoria do secretário da Infraesutura do Estado à obra da 280 e solicitou a Thiago Vieira a pavimentação de cinco marginais, que correspondem há mais de 20 mil metros quadrados, somando mais de R$ 5 milhões em investimentos.

Os projetos das marginais já estão prontos e nos próximos dias o prefeito disse que deve ser feita a entrega na Secretaria de Estado da Infraestrutura para serem analisados pela equipe técnica. “Essas marginais são para o uso dos cidadãos guaramirenses dando maior segurança a todos”, comentou o prefeito.

Trecho federal

Ainda sobre a BR-280, a Associação Empresarial de Guaramirim (Aciag) recebeu na plenária desta semana da entidade, o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de SC, engenheiro Ronaldo Carioni Barbosa, que falou sobre o andamento da duplicação da rodovia no chamado contorno federal.

Segundo o engenheiro, as empresas responsáveis pela obra vêm cumprindo com o contrato, mas a escassez de recursos impede o avanço do trabalho. Quanto aos recursos aportados junto à Bancada Catarinense para a obra, o superintendente disse que o único recurso via emenda parlamentar recebido foi de R$ 7 milhões.

Carioni disse que o orçamento inicial da duplicação era de R$ 56 milhões, mas houve um corte de R$ 3 milhões e que somados aos recursos da bancada, o orçamento para a BR-280 fica em torno de R$ 60 milhões e que segundo ele hoje é maior que o da BR-470 que é R$ 56 milhões.

O presidente da Aciag Adilson Demathe, acredita que é necessária uma mobilização mais forte pela conclusão da obra, junto aos deputados federais que representam a região, para que sensibilizem o governo federal.

Madrinha

Na visita que fez a Jaraguá do Sul há alguns dias, a secretária de Assuntos Internacionais do governo do Estado Daniella Abreu, recebeu convite do vice-presidente da Fiesc no Vale do Itapocu Célio Bayer para atuar como uma espécie de madrinha do movimento que busca fortalecer o ecossistema de inovação em Jaraguá e região.

Após conhecer o Instituto da Indústria Eggon João da Silva, mantido pela Fiesc, e ao Novale Hub, onde viu de perto a estrutura dedicada ao fomento de tecnologias e a projetos de inovação, a secretária não poupou elogios ao modelo de gestão que integra iniciativa privada, poder público e instituições de ensino.

Célio Bayer, que também preside a Câmara de Desenvolvimento da Micro e Pequena Indústria da FIESC, reforçou a necessidade de programas que capacitem o segmento na busca de mercados externos. A ideia é estabelecer parcerias que coloquem à disposição não só de empreendedores, mas também de trabalhadores e estudantes, acesso à formação em áreas alinhadas à chamada indústria 4.0.