Os sete prefeitos das cidades que integram a Associação de Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) decidiram emitir um novo decreto que estabelece medidas mais restritivas para combater o avanço da pandemia causada pela Covid-19 na região.

A decisão foi tomada durante videoconferência na manhã de ontem sendo motivada pelo fato da região Nordeste estar classificada pelo governo do Estado como de risco potencial gravíssimo por conta do crescimento do número de casos e com a taxa de ocupação de leitos exclusivos à Covid-19 em 93% nos hospitais.

Desta vez a medida estabelece que bares, lanchonetes, pubs, confeitarias e estabelecimentos congêneres terão o horário reduzido de funcionamento para atendimento presencial de segunda a sábado das 6h às 18h, e nos domingos devem ser fechados.

O novo decreto entra em vigor a partir desta quarta-feira e vai reforçar as outras medidas aplicadas desde o começo desta semana quando foi suspenso o transporte coletivo, a realização de missas e cultos e a realização de esportes em grupo ou individuais de contato.

Pelo novo decreto, os restaurantes e comércio de assados, seja para entrega ou consumo local com as restrições já impostas no decreto anterior, poderão atender de segunda a sábado também das 6h às 18h, e nos domingos das 10h às 15h. Para os estabelecimentos de alimentos que realizam comércio do tipo delivery poderão realizar entregas nos clientes das 6h às 24h. Essas medidas são válidas até 5 de agosto.

Prevenção necessária

Segundo o presidente da Amvali, prefeito de Corupá João Carlos Gottardi (PSD), os prefeitos da Amvali optaram por mais restrições, diante do cenário preocupante da pandemia nas últimas semanas. “São medidas tomadas em conjunto com os gestores de saúde e os comitês de combate a Covid-19. O objetivo é tentarmos diminuir a curva do contágio da doença”, explicou.

Gottardi também reiterou o pedido que os gestores municipais têm feito para que a população de toda a região respeite as regras. “Todos precisam fazer a sua parte. Use máscara, não faça festas em casa e evite aglomerações”, complementou.

Saídas inteligentes

Segundo o prefeito de Jaraguá Antídio Lunelli (MDB), os Municípios têm buscado saídas inteligentes para conter a crise.

“Geralmente, quando falamos de bares e lanchonetes de bairro, nos referimos a negócios familiares, que garantem o sustento das pessoas. Com essa medida vamos permitir que haja uma continuidade econômica, mas com restrições que diminuem o risco de contágio”, ressaltou.

Jaraguá adotará o sistema Semáforo Covid para monitorar casos da doença

O Comitê Extraordinário de Enfrentamento da Covid-19 anunciou ontem à noite em uma live dois importantes reforços no enfrentamento ao coronavírus no município.

Será adotado o sistema de Semáforo Covid-19 que se baseia em todas as informações que envolvem a pandemia, dentre estas os números de casos e de pacientes em tratamento, disponibilidade de leitos, além dos índices de propagação da doença. O sistema aponta de forma objetiva quais as medidas necessárias para a tomada de decisões de controle da doença.

Nível vermelho

Atualmente, Jaraguá do Sul está no nível vermelho, o que motivou a Prefeitura a adotar esta série de novas medidas novas de restrição desde a semana passada.

Segundo a presidente do Comitê Emanuela Wolff, as decisões serão tomadas de acordo com cada um dos níveis do Semáforo Covid.

"Muda a bandeira, mudam as ações. É o que vínhamos fazendo, mas dessa forma acreditamos que fica mais fácil para todos entenderem e, consequentemente, haverá maior engajamento, o que é essencial”, destaca.

Mais testes

Outra ação confirmada pelo Comitê e a Prefeitura é a testagem de três mil pessoas assintomáticas. Elas serão escolhidas em todos os bairros do município, conforme perfil científico necessário, e os resultados darão um panorama ainda mais completo da situação da doença no município.

Espaços públicos fechados

Conforme informado ontem na Coluna, começou na segunda-feira, o fechamento dos espaços públicos de Jaraguá para evitar a circulação de pessoas e o contágio pelo coronavírus. A Prefeitura mantem fechados a partir de hoje os acessos para Arena Jaraguá, Parque Via Verde, área esportiva do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), Ginásio Arthur Müller e acesso à Pista de Atletismo.

É preciso mais do que nunca que a população entenda que esse tipo de medida evita que outras pessoas fiquem doentes pela Covid e os hospitais tenham sua capacidade esgotada.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Jaraguá do Sul

 

CURTAS

Código de ética

Os vereadores jaraguaenses aprovaram, em primeiro turno de votação, por unanimidade de votos, ontem no fim da tarde, o Projeto de Emenda à Lei Orgânica que altera e revoga alguns dispositivos dela. Entre as mudanças se pretende alterar três parágrafos que tratam da perda de mandato de vereador. As alterações dizem respeito a substituição dos termos Regimento Interno para instituir o Código de Ética dos Vereadores, estipulando os princípios éticos e as regras básicas de decoro que devem orientar a conduta dos parlamentares.

Autoria

O Projeto de Emenda à Lei Orgânica é de autoria de Anderson Kassner, Celestino Klinkoski, Dico Moser, Eugênio Juraszek, Magal, Marcelindo Gruner, Natália Lúcia Petry, Pedro Anacleto Garcia e Rogério Jung. O projeto que institui o Código de Ética que foi apresentado ano passado pelo vereador Marcelindo Gruner na Câmara e rejeitado, deverá entrar para a pauta nas próximas sessões.

Financiamento

O Senado deve avaliar proposta que suspende os pagamentos mensais de beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida por 180 dias em razão das dificuldades financeiras ocasionadas pela pandemia da Covid-19. O Projeto de Lei foi aprovado pelo Plenário da Câmara dos Deputados na segunda-feira na forma do substitutivo. A suspensão dos pagamentos vale para os mutuários da faixa 1, com renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil. A suspensão de seis meses começaria a contar a partir da publicação da futura lei.

Caixas

O Projeto de Lei traz regras para a adaptação de caixas eletrônicos instalados no País em tempos de pandemia ou de calamidade pública. Conforme o texto, bancos e cooperativas de crédito deverão instalar, em seus terminais de autoatendimento, dispensador para higienização das mãos com álcool. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul