O pré-candidato ao governo do Estado pelo MDB, Antídio Lunelli, participou de uma reunião com os integrantes da bancada estadual na quarta-feira, em Florianópolis.

Ele deixou claro ao grupo que não vê sentido nenhum na continuidade das disputas internas e pediu a todos esforços que levem à construção da unidade partidária.

“Já estou ficando com vergonha de toda essa briga. Temos quadros altamente qualificados. Há divergência sobre o melhor caminho a seguir, mas não vamos encontrar a saída se não tivermos serenidade. Precisamos agir com cautela ou ficaremos isolados”, pediu.

A fala foi acompanhada pelo líder da bancada, Valdir Cobalchini, e pelo presidente da Assembleia Legislativa Moacir Sopelsa.

Ao fim do encontro, o grupo solicitou ao presidente da sigla, Celso Maldaner, que suspenda a reunião agendada para a próxima segunda-feira (13). Primeiro, pedem que aconteça um encontro da executiva do partido com a presença de todos os membros. “A base precisa entender que temos que ser estratégicos. O momento eleitoral exige formação de grupo e unidade”, afirmou Lunelli.

Vereador pede melhorias no abastecimento de energia

A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou, em sessão nesta quinta-feira (9), uma moção do vereador Jonathan Reinke (Podemos) que apela à Celesc por melhorias na rede de distribuição da Rua Bertha Weege, que abrange os bairros Barra do Rio Cerro, Jaraguá 99 e Jaraguá 84. O parlamentar solicita que algo seja feito para que a potência da rede tenha estabilidade e garanta a segurança e a continuidade do serviço.

Segundo Jonathan, a queda do fornecimento de eletricidade é um problema que afeta vários pontos da cidade, principalmente a região da Grande Barra. Ele afirma que já colheu 160 assinaturas de pessoas que moram na Bertha Weege reivindicando providências com relação ao assunto. O parlamentar adverte que a interrupção do fornecimento de energia é algo que prejudica muito os comércios e as indústrias que estão instaladas na via.

Essa já é a terceira vez que o vereador manifesta indignação e apela por melhorias na rede elétrica da cidade. A moção de ontem foi aprovada por unanimidade e enviada ao diretor-presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, e ao gerente regional da empresa, Danilson Agnaldo Mendes Wolff.

 

Repasse aos bombeiros

Repasse aos bombeiros. O prefeito de Schroeder Felipe Voigt (MDB) e o presidente da Associação de Serviços Sociais Voluntários de Schroeder Adalberto Schneider Rubinhc, assinaram o aditivo de convênio, esta semana, alterando o valor mensal repassado aos bombeiros voluntários de R$ 16,6 mil, para R$ 25 mil. O projeto de autoria do prefeito recebeu o apoio dos vereadores e foi aprovado em segunda votação pela Câmara na segunda-feira (6). Segundo Voigt, a demanda pelos serviços da corporação aumentou muito e, portanto, há necessidade de contratar mais profissionais para apoiar o grupo.

ICMS combustíveis

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) apresentou as linhas gerais de seu relatório ao PLP 18/2022 que fixa um teto de 17% para o ICMS dos combustíveis com o objetivo de tentar conter o aumento dos preços desses itens. Depois de debatida no Plenário do Senado, a matéria deve ir a votação na segunda-feira (13). O relatório de Bezerra mantém a estrutura principal do texto aprovado na Câmara dos Deputados, que inclui a possibilidade de a União compensar estados e municípios por eventuais perdas arrecadatórias até 31 de dezembro de 2022.

Chapa

Gelson Merisio (Solidariedade) será o vice na chapa de Décio Lima (PT) que concorre ao Governo do Estado. O PT e o Solidariedade participam da Frente Democrática, formada por oito partidos alinhados à esquerda catarinense. Entre eles o PSB, que tem no nome do senador Dário Berger o pré-candidato pessebista ao governo.

Merisio disputou o governo de SC pelo PSD em 2018, quando perdeu a disputa no segundo turno para Carlos Moisés da Silva (Republicanos), na época do PSL. Após as eleições, Merisio foi para o PSDB, onde seria colocado como pré-candidato ao governo estadual este ano, mas deixou o ninho tucano em fevereiro.