Reunião esta semana entre representantes da Associação de Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) e da Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) discutiu a proposta de reconfiguração da área de abrangência da divisão territorial, que pretende organizar os municípios de cada associação do Norte e Nordeste de SC, em três regiões metropolitanas separadas.

O encontro aconteceu na Câmara de Vereadores de Joinville, onde estiveram presentes representantes da Amunesc e Cigamvali dentre estes, a diretora-executiva da Amvali, Juliana Demarchi.

A proposta que vem sendo discutida e estudada entre os prefeitos, tem tido boa aceitação e o próximo passo é a aprovação de um projeto na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Consórcio

O presidente da Amvali, prefeito de São João do Itaperiú Clézio Fortunato (MDB) e o diretor do Cigamvali Fabiano Spezia, também participaram de reunião com o prefeito de Joinville Adriano Silva (Novo), para apresentação dos projetos do Consórcio Cigamvali.

Umas das propostas é a entrada do município de Joinville no Consórcio, integrando-se aos demais municípios que já são consorciados. Segundo o diretor Fabiano Spezia, a possível adesão de Joinville ao Cigamvali pode fortalecer ainda mais a entidade e estender para aquele município os principais trabalhos que já estão sendo desenvolvidos pelo Consórcio.

“Buscamos novos parceiros que podem colaborar para o desenvolvimento de toda região apresentando aos prefeitos ferramentas eficazes, dinâmicas e que gerem economia e que são os objetivos do consórcio”, comentou.

Tratamento de esgoto

O presidente da Câmara de Vereadores de Joinville Maurício Peixer (PL), acompanhado de integrantes de duas associações joinvilenses de moradores visitaram na sexta-feira a Estação de Tratamento de Esgoto do Bairro São Luís, em Jaraguá do Sul. Eles procuram o melhor modelo de tratamento de esgoto para implantar no bairro Vila Nova (de Joinville) e foram recebidos pelo diretor presidente do Samae Ademir Izidoro e o diretor técnico Deverson Simioni. Para Peixer, este é o modelo visto em Jaraguá é ideal para ser replicado em Joinville.

Foto: Divulgação

Vítimas de violência

O prefeito Antídio Lunelli (MDB) sancionou esta semana a lei 8630/2021, que institui um regime especial de contratação de mulheres vítimas de violência doméstica. A nova lei, é de autoria da vereadora Nina Santin Camello (PP)e estabelece que partir de agora, mulheres que estão em situação de violência doméstica poderão contar com mais este dispositivo legal para auxiliar na mudança da situação em que se encontram, tendo a oportunidade de acesso ao emprego.

Limite dos bairros

A Câmara jaraguaense aprovou na quinta-feira, em primeira votação, o projeto de lei que estabelece os limites dos bairros Vila Lenzi, Nova Brasília, Jaraguá Esquerdo, Ribeirão Cavalo, Braço do Ribeirão Cavalo e Tifa Monos.

Segundo o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, a proposta vai corrigir falhas no limite desses bairros que foram produzidas ao longo do tempo conforme o município foi crescendo e se urbanizando. Os limites dos bairros, atualmente, são estabelecidos por uma lei de 1988. O PL deve voltar a pauta na próxima semana.