O governo anunciou esta semana que vai destinar R$ 2 bilhões para ampliação imediata de leitos emergenciais e de equipamentos médico-hospitalares para as santas casas e hospitais filantrópicos por meio do Programa BNDES de Apoio Emergencial ao Combate da Pandemia do Coronavírus. Os recursos vão preparar as instituições para auxiliar o Ministério da Saúde em ações de combate ao novo coronavírus.

O apoio vem de lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na quarta-feira (6). Com os recursos do Programa, são estimados três mil novos leitos de UTI, o equivalente a mais de 10% da disponibilidade atual. O número de respiradores pulmonares deverá aumentar em 15 mil, suprindo durante três meses 50% da demanda total do SUS.

O número de monitores aumentará em cinco mil, o correspondente a 20% da demanda para os próximos quatro meses. Por fim, serão 88 milhões de máscaras a mais, o que representa um terço da demanda dos próximos quatro meses.

Isenção de tarifas para hospitais depende de sanção do governador

Aguarda a sanção do governador Carlos Moisés (PSL), para que entre em vigor no Estado, o Projeto de Lei que veda a cobrança de tarifas de água e energia elétrica até o dia 31 de dezembro deste ano dos hospitais públicos, filantrópicos e clínicas de hemodiálise contratadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entidades alegam prejuízos financeiros devido à redução no atendimento de outros procedimentos clínicos e apelam ao governador para sancionar o quanto antes a lei, encaminhada ao poder Executivo no dia 30 de abril. O autor do projeto, é o deputado Marcius Machado (PL).

O diretor-executivo da Associação dos Hospitais de Santa Catarina (Ahesc) Adriano Ribeiro, entidade que reúne 130 hospitais e atende mais de 6 milhões de catarinenses, destaca que o setor vive um momento muito difícil.

“Os hospitais estão montando toda estrutura necessária para atender os pacientes com Covid-19 e ao mesmo tempo, principalmente os pequenos e médios hospitais, não estão mais realizando os seus atendimentos ambulatoriais. Os custos fixos continuam. Por isso a nossa dificuldade financeira tão grande”, comenta.

 

Prefeito de Jaraguá é um dos melhores avaliados, segundo portal de gestores

O Portal Prefeitos.org divulgou esta semana avaliação feita por internautas dos prefeitos de todo o Brasil. O site faz um comparativo geral e outro de cada estado mostrando quem são os melhores avaliados e os piores com base em notas dadas pelos internautas.

O prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli (MDB), possui uma das melhores notas entre os prefeitos do país, com 2.230 avaliações e uma nota média de 4.5, de uma pontuação máxima de 5 pontos. O prefeito de Guaramirim Luís Antônio Chiodini (PP) também aparece entre os melhores avaliados do Estado com 4.3 pontos de 159 avaliações.

Na mesma avaliação, o portal aponta o prefeito de Joinville Udo Döhler (MDB) com uma das piores médias de avaliação dos internautas com apenas 1.2 pontos de 539 avaliações, ficando atrás inclusive do prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB), com 1.4 pontos de 1.788 avaliações.

Caropreso apresenta projeto que aumenta idade limite para a reserva de militares

Começou a ser debatido esta semana na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, o projeto de lei que altera a idade limite para o policial militar ir para a reserva remunerada. A proposta apresentada pelo deputado Vicente Caropreso (PSDB) amplia entre 4 e 8 anos a possibilidade de permanência na atividade conforme o posto no quadro de oficiais e de praças da PM.

“É uma situação que precisa ser corrigida, está fora da realidade do país. Uma lei que obriga um oficial a deixar o posto de trabalho com pouca idade, aos 55 anos, impede que ele continue trabalhando, contribuindo com a sociedade e progredindo na carreira. É uma situação que precisa ser revisada urgentemente. Essa mudança é um anseio da categoria e da sociedade”, afirma o deputado.

A proposta adequa o Estatuto dos PMs de SC aos novos limites de idade para ingressar na reserva estabelecidos para as Forças Armadas e tem o apoio da Associação de Oficiais de SC. A proposta também amplia a idade para o policial militar deixar a reserva (situação em que o policial pode ser convocado pelo Estado em caráter excepcional).

CURTAS

Ciclovia do Trabalhador

A Prefeitura de Jaraguá do Sul iniciou as obras de revitalização da ciclovia entre os bairros Vila Lenzi e Vila Lalau, a chamada Ciclovia do Trabalhador. O vereador Anderson Kassner (PP) comentou que o início da obra atende a uma solicitação feita já em 2018 ao prefeito Antídio Lunelli.

Iluminação

A Secretaria de Planejamento e Urbanismo deve lançar em breve o edital de licitação para a iluminação para a Ciclovia do Trabalhador. Conforme informou o secretário Eduardo Bertoldi, serão instalados 201 postes com luminárias de led em toda a extensão do espaço, inclusive com cabeamento subterrâneo no modelo adotado na Via Verde.

Novo comando

O coronel Dionei Tonet, atual diretor de instrução e ensino da Polícia Militar de Santa Catarina, vai assumir o comando geral da corporação no lugar do coronel Araújo Gomes. A partir da próxima semana, Araújo Gomes assume o cargo de secretário Nacional de Segurança Pública, em Brasília. O foco do trabalho de Araújo no Estado foi no sistema de proteção social.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul