Tradicionalmente, o mês de dezembro incorpora movimentos e ritmos diferenciados de comércio, por conta das festas. Vale destacar que no cenário econômico brasileiro, o comércio varejista se destaca por ser um potencial gerador de empregos, além de substancial arrecadador de tributos, e representar dois terços do PIB do país.

De acordo com estudos, é o setor que melhor tem suportado e respondido aos impactos provocados pela pandemia do novo coronavírus. Considerando que o processo de compras requer planejamento prévio, definir os horários do comércio para esta época do ano é uma ação estratégica de suma importância.

Por isso, os municípios de Jaraguá do Sul e Guaramirim já estabeleceram seus horários estendidos. Também se faz oportuno ressaltar algumas dicas fundamentais para a concretização de boas compras: i) embora a maioria dos consumidores deixe para efetuar as compras nas últimas horas, esta prática não garante economia; ii) recomenda-se pesquisar e evitar a compra por impulso, motivada pelo preço baixo; iii) fazer orçamento prévio e lista do que se irá comprar é uma tática importante; iv) certificar-se da origem e qualidade dos produtos é outro cuidado indispensável; v) por fim, não ignorar as regras sanitárias de proteção contra o coronavírus, pois há a ameaça da nova variante Ômicron.

Apesar das circunstâncias, o encerramento de um ano, sempre é digno de celebrações, e esse não será diferente. Todavia, a situação econômica ainda não é confortável. À vista disso, o senso de coletividade e reciprocidade poderá fazer uma significativa diferença para todos. A simples atitude de priorizar as compras locais, passa a ser uma digna forma de nos fortalecermos como sociedade.