Por ação do deputado Silvio Dreveck (PP), parte da duplicação da BR-280 foi incluída no pacote de rodovias federais que devem receber aporte financeiro do governo estadual para conclusão de obras e melhorias.

Serão R$100 milhões para o trecho de aproximadamente 50 km entre o bairro Itinga, em Joinville, e São Francisco do Sul.

A subemenda aditiva da autoria de Dreveck garantiu que a duplicação da BR-280 não ficasse de fora do pacote de auxílio financeiro estadual às rodovias federais solicitado pelo governo e aprovado na Alesc. Inicialmente, o pacote de até R$800 milhões a longo prazo atenderia apenas a BR-470, no Vale, e a BR-163, no Oeste.

Neste momento, o pacote prevê a destinação de R$ 250 milhões, que seriam repassados inicialmente para a duplicação da BR-470 e a recuperação da BR-163.

“A duplicação da BR-280 se arrasta há quase duas décadas, acumulando prejuízos para as indústrias, empresas e para todos os catarinenses, porque quem paga a conta é o cidadão catarinense. Esse aporte financeiro vai beneficiar a população e a economia da região Norte. Sem falar no turismo nos municípios litorâneos, que amargam prejuízos incalculáveis por conta desse trecho que é só congestionamentos e acidentes”, argumentou Dreveck.

Durante a Ordem do Dia de ontem, a Alesc aprovou a redação final dos Projetos de Lei 64/2021 e 65/2021. As matérias asseguram o repasse de verba para as obras da BR-280 e demais rodovias federais.

Novo sistema

O Samae de Jaraguá desativou ontem, o sistema de fossa e filtro do Loteamento Menegotti, no bairro Chico de Paulo. Agora todo o esgoto gerado pelos moradores daquela região seguirá para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Água Verde. Também foi necessário implantar uma estação e rede de recalque, dentro do loteamento, para o bombeamento do esgoto coletado.

Atividade física

Foi aprovado ontem em primeira votação, na Câmara jaraguaense, o projeto de lei do vereador Anderson Kassner (PP), que reconhece a prática de atividade física como atividade essencial. O texto determina ainda que todos os cuidados sejam mantidos, como: uso de máscara, álcool em gel, limitação do número de pessoas, além de outras medidas de contenção sanitárias com objetivo de evitar a propagação de doenças, de acordo com a gravidade da situação. O projeto vai para segunda votação na próxima semana.

Retirado

O líder do governo na Câmara de Jaraguá Luís Fernando Almeida (MDB) retirou de pauta ontem do Legislativo, o projeto de lei que estabelece normas para execução dos serviços de transporte escolar e de transporte de passageiros por meio de fretamento. Segundo os vereadores Almeida e Kassner, que fazem parte da base governista, eles vão tirar algumas dúvidas com a Prefeitura para que o projeto seja colocado novamente para votação, além de apresentar sugestões para o projeto que afeta diversas pessoas que trabalham com o fretamento no município.

Estudo

A comissão formada pela Associação de Câmaras e Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) a pedido do vereador Osmair Gadotti, de Jaraguá, com a participação de um vereador de cada câmara e representantes da Amvali, Comitê Itapocu e Arinca, iniciou uma discussão para revitalizar o local da Represa de Guaramirim, recuperar a fauna no Rio Itapocu, sem a remoção da barragem. O estudo deve ser realizado pela Univille.

Recursos

Agora a comissão busca recursos para custear as pesquisas de campo que serão feitas pela instituição que ficam em toro de R$ 40 mil/mês. Gadotti, que coordena a comissão, defende que este estudo vai servir para repovoamento de espécies e recuperar a bacia e que o custo se dilui fácil, dentro de tudo que o rio já proporcionou para as comunidades locais.