Alvo de ataques e críticas de organizações sindicais ligadas ao PT e de movimentos oposicionistas ao governo federal por ser o relator da Reforma Administrativa na Comissão de Constituição e Justiça, o deputado federal Darci de Matos (PSD) garante que continuará irredutível na missão que recebeu do presidente Bolsonaro e do Ministro Paulo Guedes de contribuir com a modernização do serviço público.

Darci disse que tem sido criticado por meio de outdoors e mensagens em carros de som por estar atuando como relator da reforma. “Não estou preocupado com a próxima eleição e sim com as próximas gerações. Vamos implantar no serviço público a meritocracia e criar uma configuração jurídica muito similar aos trabalhadores da iniciativa privada”, comentou.

Defensor da reforma, o ministro Paulo Guedes projeta uma economia de R$ 300 bilhões, resultado que pode afastar no futuro, qualquer cenário de atraso de salários dos atuais servidores de carreira. “A União e a grande maioria dos estados e municípios estão gastando praticamente toda arrecadação no custeio e folha de pagamento, sobrando muito pouco para investimentos”, salienta Darci.

O parlamentar também tem ressaltado que a Reforma Administrativa é indispensável para o Brasil ao lado da Reforma da Previdência e também da futura Reforma Tributária, todas importantes para recuperar a economia do País.

“Vamos garantir um serviço público mais moderno para destravar a máquina pública, sem prejuízo aos atuais servidores e valorizando os futuros. Aquele que decidir ingressar no serviço público vai fazê-lo sabedor que não terá estabilidade de emprego, triênios e outras vantagens que são inalcançáveis ao trabalhador da iniciativa privada, mas que será reconhecido pelo seu trabalho”, defende Darci de Matos.

 

Prefeitura de Jaraguá vai investir R$ 2 milhões no Auxílio Cidadão

A Câmara de Jaraguá do Sul aprovou esta semana, por unanimidade, o projeto de lei que autoriza o Executivo a investir R$ 2 milhões do Fundo Municipal de Assistência Social em Auxílio Cidadão. O benefício é repassado a famílias que têm renda per capta de até meio salário mínimo e que estão em situação de vulnerabilidade social.

Segundo informações da Secretaria de Assistência Social, nos 11 primeiros meses de 2020 foram concedidos 26.461 auxílios cidadão, o que representa um aumento de 106%, comparado aos 12 meses do ano anterior, quando foram 12.831 concessões. Isso se deve ao aumento do desemprego entre as pessoas mais vulneráveis por conta da crise ocasionada pela pandemia.

O benefício é pago por três meses, podendo ser renovado por igual período, dependendo da avaliação técnica que é feita por uma equipe de assistentes sociais nos Cras. Em fevereiro de 2021, a Câmara já havia aprovado R$1 milhão para os benefícios.

Centro de Reabilitação

A vereadora Nina Santin Camello (PP) sugeriu esta semana na Câmara, que seja criado um Centro de Reabilitação Pós-Covid-19 em Jaraguá para auxiliar as pessoas que foram acometidas da doença a se recuperarem. A iniciativa já está sendo colocada em prática em Guaramirim, onde o Centro de Reabilitação Pós-Covid está prestes a ser aberto.

A ideia da vereadora é que a Secretaria de Saúde providencie um espaço destinado ao Centro, com atendimento específico para cada pessoa conforme avaliação individual e com a disponibilização de tratamentos de fisioterapia respiratória e motora, avaliação funcional e apoio psicológico.

Vacina

A Secretaria de Saúde de Jaraguá informou ontem que foi liberada a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente a partir dos 50 anos. A vacinação ocorre na Central de Vacinas, do Parque Municipal de Eventos, diariamente das 8h às 20h.