Por Nelson Luiz Pereira_conselheiro editorial do OCP

É bem verdade que Jaraguá do Sul têm, ultimamente, registrado queda nos casos da Covid-19. Também é verídico que Jaraguá têm sido uma referência no Estado, na gestão de enfrentamento e combate.

Então, sempre se faz oportuno ressaltar que o achatamento da curva se deve a incansável atuação do Comitê Extraordinário de Combate à Covid-19, composto pela Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, CDL, Acijs, Apevi, Ministério Público, Polícia Militar e Associação Médica, somando-se o atento trabalho de informação da imprensa.

A eficiente e eficaz gestão desse aparato estrutural, trabalhando em total harmonia, tem garantido os resultados que ora colhemos. Por outro lado, há uma realidade que não pode ser ignorada.

O vírus continua circulando no meio social, e só será erradicado com a massificação da vacina. O momento exige, portanto, que a população entenda que há uma estreita e importante relação entre flexibilização e prevenção.

Significa dizer que: quanto maior o cuidado e prevenção, tanto maior será a possibilidade e velocidade da flexibilização. Contudo, o que se observa é um preocupante relaxamento nos cuidados, motivado pela flexibilização.

Há um errôneo julgamento psicológico de que, se há flexibilização por conta do achatamento da curva, é porque o vírus está indo embora. Esse equivocado senso comum, potencializa o risco de contágio, podendo alimentar uma segunda onda, como já acontece em alguns países do mundo.

Sugere-se então, que cada cidadão continue sendo um combatente da Covid-19, cuidando de si e dos outros, sem arrefecimento. Esta é a condição para que a vida, o trabalho e os negócios sigam seus cursos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul