O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) e o Fórum Parlamentar Catarinense realizam nesta quarta-feira (19) uma reunião com o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, para discutir a inserção do Estado no Plano Nacional de Logística (PNL 2035) e sobre os cortes no orçamento da área.

Em reunião semipresencial, na segunda-feira (17) representantes do Cofem e parlamentares debateram uma agenda conjunta de prioridades, que além da infraestrutura, contempla os impactos negativos da aplicação do Código Florestal Brasileiro em áreas urbanas consolidadas, a reforma administrativa e a criação de um Refis nacional.

Segundo o presidente da Federação das Indústrias (Fiesc) Mario Cezar de Aguiar, o Cofem tem se reunido para debater as questões que afetam o setor produtivo catarinense. “E hoje compartilhamos com os nossos representantes em Brasília assuntos que nos preocupam. Uma questão fundamental é a falta de infraestrutura, que tem tirado a competitividade da produção catarinense”, comentou.

Aguiar destaca que a proposta do Plano Nacional de Logística que estava em consulta pública até dia 15 de maio, foi analisada com profundidade e que disto resultou um documento com propostas, apoiadas pelo Cofem, destacando os investimentos que SC precisa. A realização de um planejamento sistêmico e integrado de toda a infraestrutura catarinense, considerando a intermodalidade, é urgente.

Diante da falta de recursos governamentais para executar as obras necessárias, Aguiar disse que o Estado precisa ter um banco de projetos estruturados que possa atrair investidores.

Ação conjunta

A deputada Angela Amin (PP) coordenadora do Fórum Parlamentar, destaca que há uma ação conjunta entre os parlamentares para avançar na questão da infraestrutura. Ela observa que, no ano passado, Santa Catarina teve uma aplicação importante de recursos em obras nas rodovias federais, mas para 2021 o cenário mudou.

Segundo Ângela, há dificuldades no orçamento de 2021 e todo o esforço do Fórum Parlamentar é para recompor os cortes de recursos que foram anunciados. “Com relação ao Refis, entendo que há necessidade de uma ação conjunta do Fórum para que possamos sensibilizar o governo federal para essa demanda, principalmente para ajudar a pequena e a média empresa”, declarou.

Já o senador Jorginho Mello comenta que é preciso tratar da logística catarinense. “Teremos reunião com o ministro Tarcísio e vamos levar a ele, reiteradamente, como já levamos informações sobre as condições que se encontram as nossas rodovias, e falar também sobre a recomposição dos recursos do orçamento. Tínhamos R$ 271 milhões e com o corte teremos R$ 136 milhões. Vamos falar também sobre ferrovias. Temos estudos que dão conta da viabilidade delas”, afirmou.

Comitiva de Curitibanos conhece parques de Jaraguá

O prefeito de Curitibanos Kleberson Luciano Lima (foto) e um grupo de pessoas daquela cidade estiveram em Jaraguá na semana passada para conhecer os parques públicos da cidade. A secretária de Cultura, Esporte e Lazer Natália Lúcia Petry, recebeu os visitantes e apresentou a Arena Jaraguá, os parques da Arena, Via Verde e recém-concluído Parque da Inovação.

Depois disso, a comitiva esteve na Prefeitura onde foi recebida pelo prefeito Antídio Lunelli, que falou sobre a gestão do município. Jaraguá tem servido de modelo para diversos municípios os quais os gestores têm visitado a cidade para buscar ideias e projetos de destaque aplicados aqui.

 

Foto: Divulgação