O deputado Vicente Caropreso (PSDB) e o prefeito de Guaramirim Luís Antônio Chiodini (PP) participaram na semana passada de reunião com o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade Thiago Vieira, para tratar de obras complementares ao projeto de duplicação do trecho estadualizado da BR-280 entre Jaraguá do Sul e Guaramirim.

Também foram discutidas indenizações que ainda estão pendentes e a assinatura do contrato de R$ 58 milhões para as obras de arte previstas na rodovia.

A solicitação apresentada engloba a construção e ampliação de vias marginais paralelas à rodovia que está em duplicação, as quais não constam no projeto.

Entre os pontos que estão sendo reivindicados está uma marginal interligando o futuro elevado de acesso ao bairro Guamiranga até o Posto Rudnik, passando pelo novo Cedup, e a interligação da ponte Marcelo Devigili, sobre o Rio Itapocu, fazendo ligação entre a estrada Bananal do Sul e a BR-280.

Segundo Caropreso, a primeira parte do contrato termina em junho e é preciso inserir esses complementos neste primeiro contrato. “Outra situação é que existem gargalos que precisam ser resolvidos para não perder tempo no que diz respeito a processos de indenização e outras obras complementares”, completou.

O secretário acenou positivamente e o pleito será analisado pela equipe técnica do órgão. O prefeito Luís Chidini disse que saiu da reunião com um sentimento favorável que essas obras vão acontecer e destacou o empenho de Caropreso no acompanhamento e defesa da obra.

Mariani diz MDB precisa se posicionar em relação ao governo atual para depois definir candidato

O ex-deputado e candidato ao governo do Estado em 2018, Mauro Mariani (MDB), afirma que não é contra a realização das prévias internas do partido para definição de quem será o candidato ao governo do Estado pelo partido, mas diz que não seria o momento por dois motivos.

À Coluna Plenário, Mariani disse que a primeira razão seria a questão da pandemia e que não seria interessante ocorrer este tipo de seleção num momento em que todos estão focados na questão da doença. Outro motivo, na opinião do ex-deputado, é que caso ocorram as prévias, programadas para agosto deste ano, pode haver um “racha” interno no MDB.

“Temos três nomes muito fortes à disposição [Antídio Lunelli, Dário Berger e Celso Maldaner] e seguindo com essa disputa interna, podemos ter uma divisão entre os grupos que defendem cada candidato. Isso não é bom para o partido. Precisamos de união e não divisão”, acrescentou.

Segundo Mariani, antes de fazer a prévia com a participação de todos os filiados do MDB [187 mil] seria melhor fazer uma consulta à base da sigla sobre a posição da executiva e inclusive definir se vai continuar apoiando o atual governo estadual. “Se queremos assumir um protagonismo com uma candidatura própria, não podemos estar vinculados ao atual governo”, completa.

Nomes à disposição

O fato de assessorar o senador Dário desde o começo deste mês, depois de ficar dois anos afastado da política, para Mariani não interfere na avaliação que ele faz dos nomes que aparecem à disposição do partido.

O ex-deputado diz que todos os nomes têm potencial. Desviando do que corre nos bastidores de que ele não apoiaria a candidatura de Lunelli que seria o nome de renovação do partido para o governo estadual.

Mariani diz ser amigo de Antídio e ter participado da filiação dele ao MDB, além de tê-lo apoiado quando foi candidato a prefeito. Sobre Dário, destaca o fato dele ter sido quatro vezes prefeito e de sua atuação como senador. E por fim do deputado Celso Maldaner, ele comenta que além de presidente da sigla no Estado, tem um trabalho de 20 anos na política.

Nomes à disposição

O fato de assessorar o senador Dário, desde o começo deste mês, depois de ficar dois anos afastado da política, para Mariani não interfere na avaliação que ele faz dos outros dois nomes que aparecem com o nome à disposição do partido.

O ex-deputado diz que todos os nomes à disposição agora são fortes e têm potencial. Desviando o fato que correm nos bastidores de que ele não apoiaria a candidatura de Lunelli que seria o nome de renovação do partido.

Mariani diz ser amigo do Antídio e ter participado da filiação dele ao MDB, além de tê-lo apoiado quando foi candidato a prefeito. Sobre Dário destaca o fato dele ter sido quatro vezes prefeito e de sua atuação como senador. E por fim Maldaner, ele comenta que além de presidente da sigla no estado, tem um trabalho de 20 anos na política.

Lunelli recebe representantes de bares e restaurantes

O prefeito de Jaraguá Antídio Lunelli, recebeu em seu Gabinete, na manhã de ontem, representantes de empresas dos setores de eventos, bares, restaurantes e de clubes esportivos. O grupo busca, principalmente, sensibilizar o governo do Estado para a liberação da venda de bebidas alcoólicas nestes estabelecimentos após às 18h, situação que não é permitida atualmente pelo Decreto Estadual nº 1.218, de 19 de março de 2021.

Os representantes do setor expuseram as dificuldades enfrentadas desde o início da pandemia, agravadas com a proibição da venda de bebidas alcoólicas no período noturno.

A presidente do Comitê Emanuela Wolff, destacou que legalmente o Município não tem como flexibilizar as regras determinadas pelo Estado. Da mesma forma, reforçou que os hospitais estão lotados e a situação está fora do controle. Por isso, a necessidade de manter as medidas restritivas.

O prefeito Lunelli disse que a Prefeitura está estudando a possibilidade de aumentar os recursos do microcrédito para auxiliar comerciantes locais, como ocorreu no início da pandemia, no ano passado.

Foto: Divulgação