O deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) fez um alerta na semana passada sobre os impactos de uma terceira onda de Covid-19 durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. “Uma nova onda vai pressionar o sistema, que já opera no limite”, afirmou.

Segundo o parlamentar, ele tem recebido ligações de prefeitos de várias cidades do Estado e já é realidade o aumento de casos. O deputado expôs dados que mostram a evolução da pandemia. Em apenas três dias na semana passada, a fila por vagas de UTI no Estado cresceu 156%.

Conforme o deputado, os picos da pandemia são resultado da perda da percepção de risco pela população.

“A didática da pandemia é mesma. Quando o número de óbitos diminui, as pessoas começam a relaxar nos cuidados sanitários, começam a esquecer de usar máscara, começam a visitar parentes e amigos. Com isso, cresce novamente o índice de contágio e depois vêm hospitais lotados e as mortes aumentam”, disse.

A posição do Estado

Caropreso destacou o trabalho do Legislativo catarinense no acompanhamento e na busca de medidas para amenizar a pandemia. E por isso irá convidar o secretário de Estado da Saúde André Motta Ribeiro, para falar das medidas para enfrentar os impactos de uma possível terceira onda de crescimento de casos de Covid-19.

O deputado quer saber como o Estado fará para que não faltem anestésicos e o kit intubação, caso tenha aumento da contaminação, e qual a estratégia para aumentar o número de testes, a manutenção dos respiradores entre outras informações.

Reforma eleitoral

A Câmara dos Deputados promove reunião da comissão geral na quarta-feira (9), com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. O objetivo é debater duas propostas de emenda à Constituição (PECs) em discussão na Câmara que tratam de temas eleitorais: a PEC 125/11, que proíbe eleições próximas a feriados, mas terá o parecer ampliado para incluir temas da reforma eleitoral; e a PEC 135/19, que prevê a adoção de urnas eletrônicas que permitam a impressão dos votos para possibilitar a auditagem das eleições.

Casa abrigo

A Câmara de Vereadores de Corupá, aprovou a indicação da presidente do Legislativo, vereadora Bernadete Correa Hillbrecht (PSD), solicitando que a Prefeitura firme convênio com o município de Jaraguá do Sul, para instalar a Casa Abrigo. Este é o local para onde são encaminhadas as mulheres que sofrem violência doméstica e precisam de afastamento temporário do lar por causa da ameaça contínua dos companheiros, namorados ou familiares.

Custo

Cabe aos municípios instalar e manter financeiramente estes espaços. No entanto, devido ao alto custo, somente 11 municípios de Santa Catarina instalaram a Casa Abrigo, conforme publicação do Tribunal de Justiça de SC.