Câmara rejeita proposta que tornaria obrigatório o voto impresso

Por: Áurea Arendartchuk

12/08/2021 - 06:08

 

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, na noite de terça feira (10), a PEC do Voto Impresso (Proposta de Emenda à Constituição 135/19). Foram 229 votos favoráveis, 218 contrários e 1 abstenção. Como não atingiu o mínimo de 308 votos favoráveis, o texto será arquivado.

Dos 16 deputados federais eleitos por SC, 14 votaram a favor da PEC, um votou contra e outra, a deputado Angela Amin, informou que era favorável à matéria, mas houve equívoco no momento da votação e o sistema não permitiu que ela retificasse o voto.

A proposta rejeitada, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), determinava a impressão de “cédulas físicas conferíveis pelo eleitor” independentemente do meio empregado para o registro dos votos em eleições, plebiscitos e referendos.

A votação desta terça-feira é a terceira derrota do voto impresso na Câmara, já que o tema foi rejeitado em duas votações na comissão especial na semana passada.

Conforme informou a Agência Câmara, o presidente da Casa Arthur Lira (PP-AL), agradeceu aos deputados pelo comportamento democrático. “A democracia do Plenário desta Casa deu uma resposta a este assunto e, na Câmara, espero que este assunto esteja definitivamente enterrado”, afirmou.

Confira como votaram os deputados federais catarinenses na PEC do voto impresso:

Angela Amin PP – Não

Carlos Chiodini MDB – Sim

Carmen Zanotto Cidadania – Sim

Caroline de Toni PSL – Sim

Celso Maldaner MDB – Sim

Coronel Armando PSL – Sim

Daniel Freitas PSL – Sim

Darci de Matos PSD – Sim

Fabio Schiochet PSL – Sim

Geovania de Sá PSDB – Sim

Gilson Marques Novo – Sim

Hélio Costa Republicanos – Sim

Pedro Uczai PT – Não

Ricardo Guidi PSD – Sim

Rodrigo Coelho PSB – Sim

Rogério Peninha Mendonça MDB – Sim

*Sim: favorável; Não: contrário

 

 

Obras nas SCs 108 e 414

Os vereadores tucanos de Massaranduba, Ailton Petry e Fabiano Kempski, estiveram reunidos como o deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) na terça-feira na Assembleia Legislativa, para discutir ações que vão beneficiar o município na área da infraestrutura rodoviária.

O deputado informou sobre o andamento do processo para que o governo do Estado licite a duplicação da SC-108 entre Guaramirim e Marassaranduba e o asfaltamento da SC-414 entre Luiz Alves e a Vila Itoupava, em Blumenau, que passa pelo município.

As duas obras devem ser licitadas neste semestre. No caso da SC-114, o governo do Estado aguarda o projeto ambiental que foi contratado pelos municípios de Massaranduba e Luiz Alves.

Caropreso também falou sobre as tratativas com o governo estadual por recursos para concluir a pavimentação da Estrada do Rio Molha. Faltam cerca de 6 quilômetros para que via que faz ligação entre Jaraguá do Sul e Massaranduba seja totalmente asfaltada.

Foto: Divulgação

 

 

Região metropolitana

Em reunião da Comissão de Finanças e Tributação, na manhã de ontem, foi admitido por unanimidade de votos, o Projeto de Lei Complementar de autoria da deputada Paulinha, que tem por meta a criação da Região Metropolitana de Joinville.

Por iniciativa da própria autora, o texto recebeu uma emenda prevendo a criação de modelos semelhantes também para Jaraguá do Sul e Canoinhas. A matéria, que contou com a relatoria do deputado Silvio Dreveck (PP), segue em análise nas comissões de Assuntos Municipais e de Transportes e Desenvolvimento Urbano.