A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou, na terça-feira (17), projeto de lei que autoriza a Prefeitura a investir R$ 361 mil na área de educação do município.

Deste total R$ 280 mil serão investidos na reforma da Escola Antônio Estanislau Ayroso, no bairro Jaraguá 99. O prédio que é centenário e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) precisa de reformas constantes.

No primeiro semestre de 2021, a Câmara havia aprovado mais de R$ 32 milhões para a área da educação e, desses recursos, R$ 250 mil também foram para reformas na Antônio Estanislau Ayroso. O projeto de ontem foi aprovado por unanimidade, em votação única, e enviado para sanção do prefeito Antídio Lunelli.

Outros R$ 81 mil serão destinados à compra de três máquinas impressoras braille (sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão) para atender os alunos com deficiência visual no município.

 

Procuradoria da mulher

O presidente do Legislativo jaraguaense Onésimo Sell (MDB) realiza na quinta-feira (19) a solenidade de instalação e posse da Procuradoria da Mulher na Câmara de Jaraguá do Sul. A solenidade acontece às 19h e será transmitida ao vivo pelas mídias sociais da Câmara.

Defesa Civil

Já está com o prefeito Antídio Lunelli (MDB) para sanção, o projeto aprovado na semana passada na Câmara de Jaraguá que autoriza o Executivo a repassar R$ 500 mil para a Defesa Civil do município. Os recursos serão utilizados em diversas obras de prevenção a alagamentos, como desassoreamento de rios, enrocamento, limpeza de córregos, entre outras. Esta é a segunda aprovação de recursos para o setor em 2021. Em maio, os parlamentares já haviam aprovado R$ 800 mil para o mesmo propósito.

6 milhões

É o número de doses aplicadas contra a Covid-19 que Santa Catarina chega nesta semana. Os dados são do Vacinômetro do Estado, que indicam que até terça-feira, 6.001.658 imunizantes já foram utilizados. Mais de 4,1 milhões de pessoas já receberam ao menos uma dose da vacina. O Estado também já chegou a mais de 66,9% da cobertura dos grupos prioritários com a segunda dose ou única.

Segunda dose

O governador Carlos Moisés destacou ontem que o Estado está trabalhando para que esse número aumente cada vez mais e emendou: “A população também precisa fazer a parte dela, nesse grande pacto coletivo pela vida. Avançamos muito em pessoas vacinadas com as duas doses, e precisamos avançar mais. É fundamental o retorno para a segunda dose”, alertou.