Foto Divulgação
Foto Divulgação

A dor na lombar, a lombalgia é um dos males do século. Muitas pessoas já tiveram, ou têm, ou terão dor na lombar. Muitos me perguntam se fazer pilates diminui a dor nas costas. Antes de responder a esta questão é preciso entender como funciona a coluna.

Seu papel é de sustentar todo o corpo, ser capaz de se curvar e se torcer em todas as direções e ao mesmo tempo, proteger as estruturas vitais. De forma simples, consiste de uma coluna de blocos ósseos, conhecidos como vértebras, que se apoiam um no outro para formar a coluna vertebral. Se mantém alinhados através de músculos, ligamentos e fáscias.

Os discos entre os ossos funcionam como amortecedores, distribuindo igualmente os esforços na coluna, permitindo que os movimentos aconteçam sem que tenha impactos entre as vértebras. Somos encantadoramente tridimensionais.

Nossa coluna vertebral ocupa um imenso espaço dentro de nós e deve durar a vida toda. Nenhuma obra de engenharia chega perto de corresponder as especificações precisas da coluna, e, portanto, não é nada surpreendente que ela possa ter alguns problemas de tempo em tempo.

Entender a dor lombar é de suma importância, mas será que essa dor está somente no corpo físico? Ampliar o olhar para a dor nessa região como sendo vinda não somente do corpo físico, auxilia e muito numa melhora mais rápida. Mas esta questão deixo em aberto, e vou falar mais especificamente do que o nosso corpo é capaz de fazer.

Os músculos são necessários para os movimentos da coluna, proporcionam estabilidade, protegem as articulações e auxiliam na absorção de choque. Funcionam praticamente como uma orquestra muscular. Vários músculos atuantes darão movimento e estabilidade necessária a determinada ação corporal.

Quando esta orquestra não está em sintonia, o corpo reduz o movimento e, com o tempo, ele para de se movimentar perdendo o equilíbrio entre ser móvel e rígido. As dores e todos os problemas existentes numa coluna começam a aparecer.

E agora que entra o pilates. É seguro realizar exercícios responsáveis, constantes e específicos para reabilitar uma coluna. Digo responsáveis, porque o método pilates deve ser usado direcionado para o tipo de coluna de cada pessoa. Pilates não é fisioterapia, é uma forma de exercitar o corpo, na sua globalidade, com potência e vitalidade.

Uma abordagem tão diferenciada que devolve o equilíbrio corporal, proporcionando à nossa coluna estabilidade o suficiente para suportar as forças gravitacionais e móvel o suficiente para ser flexível. Os músculos voltam a trabalhar em perfeita orquestra muscular, diminuindo as descompensações.

Quanto mais equilíbrio, menor será o risco de lesões e maiores as chances de diminuir a dor. O pilates é feito de detalhes e, sim, ele diminui a dor na lombar, na cervical, na torácica, e em outras articulações que possam estar em desarmonia.

Baseado em evidências, apresenta impacto positivo na depressão, ansiedade e qualidade de vida. Você tem dúvidas de quanto o Pilates é bom?

Clínica Ser

Matriz: Rua Cel Bernardo Grubba, 62 • Contato: (47) 3371-6022

Filial: Av. Parque Malwee, 70, Barra do Rio Cerro • Contato: (47) 3273-1735