A percepção do vinho de altitude de Santa Catarina, em todo o país e até em mercados internacionais é de alto padrão de qualidade. Isso que tem apenas 18 anos de plantios, o que ainda é um período muito curto considerando que a produção de vinho é milenar. Porém, as vinícolas das regiões de altitude já receberam importantes prêmios, em diferentes concursos nacionais e internacionais.

Nossos vinhos são típicos de clima frio. A altitude alcança mais de 1.000 metros, o que dá estrutura a cada vinho, com muita cor e muitos aromas, e a marcante acidez, com grande vivacidade e o torna muito bom para acompanhar diferentes refeições.

Nosso solo é muito pedregoso, o que faz com que as raízes das parreiras busquem mais profundidade e encontre sais minerais e outras substâncias decisivas para formar uma uva de qualidade. Já o clima tem uma diferença térmica acentuada.

Os dias, especialmente da floração até a colheita, são quentes e as noites frias. Isso faz com as parreiras repousam a noite e assim prolonga o seu ciclo de maturação. As colheitas começam em março e se prolongam até final de maio, período de pouca chuva, sendo excelente clima para a uva, que consegue um grau alto e natural de açúcar, determinante para a produção de qualidade, o que resulta num vinho de acentuado aroma, muita cor e longa permanência no paladar.

O plantio e a vinificação seguem as melhores técnicas e práticas do mundo. As mudas foram importadas da França, Itália e Portugal, as parreiras são formadas de pequenos arbustos e a colheita é manual e selecionada. A vinificação é feita em tanques de aço inox e a guardada em barricas de carvalho francês.

De acordo com o ex-presidente da Vinho de Altitude Produtores e Associados de SC e proprietário da Vinícola da Quinta da Neve, Acari Amorim, nenhuma vinícola da altitude produz mais de 300 mil litros por ano e a produção e comercialização dos vinhos de altitude de Santa Catarina cresce em todo o país. O impacto econômico e social é visível.

Na região da Associação dos vinhos de altitude, que vai de São Joaquim, na Serra, até Água Doce, no Vale do Contestado, são 35 projetos de vinícolas, sendo que 20 já tem vinho no mercado. Essas vinícolas geram 2 mil empregos diretos, plantam um total de 600 hectares e já alcançaram a produção de 1 milhão de garrafas por ano, com perspectiva de crescimento anual de pelos menos 20%.

O vinho tem a capacidade de alavancar outros negócios, principalmente o setor turístico, sendo ele o grande responsável pelo desenvolvimento econômico e social de: São Joaquim, Bom Retiro, Bom Jardim da Serra, Urubici, Lages, Campo Belo do Sul, Campos Novos, Urupema, Monte Carlo, Videira, Treze Tilhas, Água Doce e Caçador.

Vestibular 

Vestibulandos tem até o dia 10 de agosto para solicitar a isenção pelo critério socioeconômico do pagamento da taxa de inscrição do Vestibular de Verão 2019 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Quem doou sangue e/ou medula em órgão oficial ou em entidade credenciada pela União, pelo Estado ou por município terá o prazo entre 20/08 e 10/09 para solicitar a isenção. Quem obtiver o benefício deverá efetivar a participação no vestibular durante o período geral de inscrição nos cursos, que ficará aberto de 3 a 30/09. As provas objetivas e de redação ocorrerão em 25/11.

Capacitação

Amanhã (11) o Sebrae/SC, em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Turismo (Citmar), promove o workshop FLUXONOMIA 4D, em Itapema e Navegantes. O objetivo é discutir as novas formas de economia e apresentar soluções para o trade turístico da região.

Voluntariado

Mais de 100 mil catarinenses já foram beneficiados com ações educacionais realizadas pelos 3,5 mil integrantes do programa Eu Voluntário, iniciado pelo Movimento SC pela Educação em 2016. O programa é uma resposta à provocação do presidente da FIESC, Glauco José Côrte, de mobilizar pelo menos mais 100 pessoas em cada região do Estado para atuar a favor da educação. Para participar do Eu Voluntário basta acessar o site www.santacatarinapelaecucacao.com.br e se inscrever indicando os melhores dias e horários para realizar atividades e quais temas tem interesse em atuar.

Eleições

Em atendimento à legislação eleitoral, a Secretaria da Comunicação informa que as áreas de notícias das páginas de internet de todos os órgãos estaduais, incluindo postagens em redes sociais e sites de programas específicos, foram interrompidas do dia 7/7 e até o final do período eleitoral.