Três pessoas foram presas na última quarta-feira (1º), em Florianópolis, por parcelamento irregular do solo urbano, além de crime contra a economia popular e crime ambiental. A ação ocorreu no bairro Canasvieiras.

Segundo a delegada Beatriz Ribas, a divisão do terreno original em lotes estava sendo realizada sem qualquer autorização do poder público.

 

 

Em um dos lotes já vendido, o adquirente estava realizando a terraplanagem e iniciando a infraestrutura da área, inclusive com prolongamento da servidão existente, para facilitar a circulação de caminhões para as obras.

No local, havia estudo topográfico definido, com a divisão do terreno original em lotes para comercialização.

Lotes estavam sendo vendidos de forma irregular | Foto: Polícia Civil/Divulgação

Todos os terrenos, frutos do parcelamento irregular de solo para fins urbanos, estavam sendo anunciados e oferecidos pelo corretor e o proprietário da imobiliária como se fossem regulares.

Desta forma, os presos - o proprietário da imobiliária, o corretor de imóveis e o proprietário do terreno - foram autuados em flagrante.

Crimes

Eles responderão pelos crimes previstos na Lei de Crimes contra a Ordem Tributária, Econômica e contra as Relações de Consumo, bem como na Lei de Crimes Ambientais e na Lei de Parcelamento do Solo Urbano.

Além disso, a obra foi embargada pela prefeitura e foram realizadas as devidas autuações administrativas pela equipe de fiscalização.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança