Uma turista de Jaraguá do Sul foi o assunto mais comentado na internet nesta quinta-feira (30). Ela pagou R$ 880 para dirigir uma Lamborghini Gallardo Spyder, com placa de Porto Alegre (RS), e bateu o veículo avaliado em cerca de R$ 800 mil. Ela perdeu o controle do superesportivo e bateu contra um muro na lateral da rodovia ERS-235, a avenida das Hortênsias, entre Gramado e Canela, nesta quarta. O automóvel ficou com a frente destruída.

Segundo um jaraguaense que estava de férias em Gramado, o aluguel dos veículos esportivos custa entre R$ 240 e R$ 980. O passeio dura entre 20 a 30 minutos e conta com um instrutor. A velocidade média da estrada é de 80 quilômetros por hora, controlada por radares. Mas há dois pontos onde dá para acelerar mais forte e chegar a uns 120 quilômetros por hora. O acidente, segundo a fonte que preferiu não se identificar não foi nesses pontos. Aconteceu em uma curva perto do local onde se aluga os veículos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a motorista se atrapalhou ao a trocar as marchas.  A motorista e o instrutor, de 24 anos, ficaram feridos e foram socorridos. Eles foram levados ao Hospital Arcanjo São Miguel. O trânsito local ficou em meia-pista por mais de uma hora para o socorro das vítimas e a retirada do veículo.

O veículo tinha sido alugado da Super Carros, empresa que tem filiais em todo o Brasil, e estava há menos de um mês disponível para locação. De acordo com a gerente de marketing da Super Carros, Vanessa Oliveira, a Lamborghini estava há menos de um mês disponível para locação. Todos os carros da empresa possuem seguro, porém o veículo envolvido no acidente estava no trâmite da apólice de seguro. O veículo era o único carro da frota sem ter seguro.

Vanessa disse, ainda, que todos os condutores assinam o termo de responsabilidade homologado e, assumem toda a responsabilidade também de custos e prejuízo. A empresa está prestando apoio à família e ajustando a questão financeira. A condutora foi transferida para Caxias onde deve passar por cirurgia e avaliação com um especialista em trauma ortopédico. Seu estado de saúde é estável.

Segundo a nota da empresa, esse é o primeiro acidente registrado em nove anos de atividades em Gramado e nas outras unidades no Brasil. A empresa afirma que está apurando as causas do acidente. “Esse foi o primeiro evento desse tipo muito em virtude do nível de exigência e segurança que sempre fizeram parte dos nossos valores, a fim de preservar a integridade dos nossos clientes e usuários das vias públicas”, explica a Super Carros, ao ressaltar que respeita os limites de velocidade e outras normas de trânsito.