Jaraguá do Sul registrou 1.788 acidentes nos primeiros oito meses de 2017. O número é 13,79% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando houve 2.074 sinistros. O registro acompanha a queda de outros índices, como os de mortes de trânsito e os de internação nas unidades de saúde do município. Partindo para outra questão importante quando o assunto é trânsito, o jornal O Correio do Povo, com informações levantadas a partir dos registros do 14º Batalhão de Polícia Militar, fez uma lista com as cinco vias mais violentas da cidade.
Mais uma vez, a primeira colocada foi a avenida Prefeito Waldemar Grubba. A primeira colocada do ranking, principal entrada e saída da cidade, cruza os bairros Centenário, Vila Lalau e Vila Baependi, até adquirir outro nome e prosseguir em direção ao centro. Ao todo, até o mês de agosto deste ano, foram contabilizados 129 acidentes no trecho. Esse número representa 7,21% dos sinistros registrados pela Polícia Militar nos oito primeiros meses de 2017. No mesmo período de 2016, a via contabilizava 171 registros, ou seja, os números apontam que as ocorrências reduziram em 24,54%.
A segunda rua com mais acidentes de trânsito na cidade também mantém a mesma posição no ano passado. A rua Walter Maquardt, que percorre os bairros Vila Nova e Barra do Rio Molha, registrou 79 acidentes nos primeiros oito meses de 2017 – 4,42% do total. No ano passado, a Polícia Militar registrou 97 ocorrências naquela via, uma queda de 18,56%. A Presidente Epitácio Pessoa, no Centro, está na terceira posição com 74 registros, 4,14% de todos os acidentes. No ano passado, ela estava no quarto lugar e contabilizava 80 registros. Houve uma queda de 7,5% em comparação ao mesmo período do ano passado.
 
Bombeiros atendem motociclista que se envolveu em acidente com um caminhão na rua Walter Marquardt, a segunda rua da cidade no ranking de acidentes | Foto Arquivo/OCP
A quarta posição é ocupada pela rua José Theodoro Ribeiro, principal via do bairro Ilha da Figueira. Até agosto deste ano, foram contabilizados 65 casos, 3,64% do total de acidentes nas vias da cidade. No ano passado, quando a via ocupava a terceira colocação, foram registrados 84 acidentes, uma queda de 22,62%. A quinta posição é ocupada pela rua Manoel Francisco da Costa. A principal via dos bairros Vieira e João Pessoa registrou 62 acidentes nos oito primeiros meses do ano, ou seja, 3,47%. Quando ocupava a sexta colocação, no ano passado, a Manoel Francisco da Costa contabilizava os mesmos 62 sinistros.
CONFIRA O RANKING:
*Número de acidentes registrados nos primeiros oito meses de 2017, segundo o 14º BPM
1º lugar: avenida Prefeito Waldemar Grubba - 129 acidentes 
2º lugar: rua Walter Marquardt - 79 acidentes
3º lugar: rua Presidente Epitácio Pessoa - 74 acidentes
4º lugar: rua José Theodoro Ribeiro - 65 acidentes
5º lugar: rua Manoel Francisco da Costa - 62 acidentes
O capitão da Polícia Militar Antonio Benda, chefe do setor de trânsito do 14º Batalhão de Polícia Militar (14º BPM), explica que há diversos fatores que contribuem para que essas vias concentrem cerca de um quarto dos acidentes registrados na cidade. O principal deles é que são polos geradores de tráfego, ou seja, vias principais de acesso e que no dia a dia captam um grande fluxo de veículos.
“A gente pode considerar a avenida Prefeito Waldemar Grubba como o principal acesso de entrada e saída da cidade. Ela também é a principal via de daqueles que têm como destino o litoral, tem uma grande extensão e também é o principal acesso a maior empresa da cidade”, analisa Benda.
De acordo com o capitão da PM, a mesma lógica também pode ser aplicada à rua José Theodoro Ribeiro, que “recebe um grande fluxo de veículos que têm como destino Guaramirim, Massaranduba, Blumenau e o litoral”. Já a rua Presidente Epitácio Pessoa capta todo o fluxo vindo da avenida Prefeito Waldemar Grubba e escoa para o Centro ou em direção a outras cidades como Corupá e toda a região do Planalto Norte. “Ela é uma via que a gente identifica que vai receber toda essa demanda de fluxo de veículos”, explica.
A rua Walter Marquardt recebe um grande fluxo de veículos porque é o principal acesso a um dos maiores bairros da cidade, a Barra do Rio Cerro, ao Centro Administrativo Municipal e ao Parque Municipal de Eventos, local que recebe constantemente eventos de grande porte. A via também é um dos acessos aos municípios de Blumenau e Pomerode. A rua Manoel Francisco da Costa também figura entre as ruas com maior tráfego de veículos. A via atravessa dois bairros residenciais, João Pessoa e Vieiras, que concentram boa parte dos trabalhadores das indústrias daquela região, além de ser o principal acesso a Schroeder.
Benda orienta que os motoristas prestem mais atenção e sigam as regras básicas de direção para evitar acidentes. “Os motoristas têm que observar que a via não pertence só a eles. A rua está ali para ser compartilhada com todos os demais motoristas, pedestres, ciclistas, motociclistas. E, naturalmente, o poder público precisa fazer a sua contrapartida, sempre dando atenção especial para um ou outro detalhe em termos de engenharia de tráfego, em termos de sinalização e em termos de fiscalização nessas cinco vias que nos últimos anos sempre figuram entre as que têm os maiores índices de acidentes”, analisa o capitão da PM, ao ressaltar que o aumento no valor das multas e uma maior conscientização colaboraram para a redução no número de acidentes registrado neste ano em relação ao ano passado.