Um depósito de materiais recicláveis pegou fogo no dia 17 de outubro, em Jaraguá do Sul. Já prejudicado pela pandemia do novo coronavírus, o dono do galpão pede a ajuda da comunidade para retomar as atividades da empresa, localizada no bairro Barra do Rio Cerro.

 

 

Celso Glatz, de 59 anos, a esposa, o filho, o sócio e outros três funcionários dependem da atividade para viver. Ele contou à equipe do OCP que as pessoas podem fazer doações através de uma conta bancária e por uma vaquinha online.

“A nossa situação já estava muito difícil com a pandemia. Ficamos cinco meses sem trabalhar e já estávamos com a corda no pescoço. Agora, que nós começamos a retomar as nossas atividades, aconteceu isso”, lamenta.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

Glatz afirma que o dinheiro arrecadado será utilizado para erguer a estrutura do depósito e tentar recuperar pelo menos uma das prensas destruídas pelo incêndio de grandes proporções. Algumas pessoas já estão ajudando e uma prensa vai ser emprestada provisoriamente por um amigo.

“Nós precisamos reerguer o galpão para continuar as nossas atividades. Infelizmente, vamos ter que começar tudo do zero. Além da Vakinha e dos depósitos, as pessoas podem nos doar sucata", enfatiza.

Incêndio destruiu tudo

O Corpo de Bombeiros Voluntários Jaraguá do Sul foi chamado para atender a ocorrência por volta das 15h. Equipes de Guaramirim, Pomerode e Schroeder foram chamadas para dar apoio para o incêndio que tomava conta do depósito com materiais inflamáveis.

Foto: Reprodução Redes Sociais

“Eu não sei explicar como aconteceu. Eu estava sentado na varanda de casa e um vizinho me avisou que estava saindo fumaça. Eu corri até aqui e o fogo já estava alastrado pelo galpão. As únicas coisas que eu consegui salvar foram o meu caminhão e a Kombi”, conta.

Conta bancária:

Glatz Reciclagem LTDA ME
Banco: 085
Agência: 0101
Conta: 7616805
CNPJ: 20.932.733/0001-71

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança