As contantes chuvas que ocorrem no município nos últimos dias já deixam em estado de atenção as equipes da Diretoria de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura de Jaraguá do Sul. Somente nas últimas 72 horas o acumulado de chuva foi de aproximadamente 80 milímetros (mm). Para a condição mudar para “alerta”, este índice tem que ultrapassar 100 mm em três dias. A preocupação é principalmente com o descolamento de terra em áreas de encosta da cidade devido ao solo encharcado.

Segundo técnicos da Defesa Civil jaraguaense neste período chuvoso, iniciado no domingo de eleições do 1º turno (7), foi registrado algo em torno de 150 mm, levando-se em conta dados das principais estações de monitoramento hidrometeorológico instaladas próximas às empresas Malwee (Barra do Rio Cerro) e Arroz Urbano (Jaraguá Esquerdo).

Algumas ocorrências de pequenos deslizamentos ocorreram nas últimas horas nos bairros Garibaldi, Rio da Luz, Santo Antônio e Vila Nova, mas sem gravidade. Já em Santa Luzia, trecho da estrada de acesso à Região de Ribeirão Manso (limite com Joinville) desmoronou devido a erosão causada justamente pelo solo encharcado e pela ação de um rio próximo.

Por conta disso, o diretor de Defesa Civil, Hideraldo Colle, se reuniu na tarde desta quarta-feira com o secretário de Obras e Serviços Públicos da PMJS, Onésimo Sell, para avaliar a situação desta estrada e verificar quais providências serão tomadas para solucionar o problema.

As áreas mais suscetíveis a deslizamentos em Jaraguá do Sul estão localizadas em bairros Boa Vista, Águas Claras e Rio Molha. No entanto, nenhuma ocorrência foi registrado nessas localidades nas últimas horas.

Dicas

A geóloga da Defesa Civil, Fernanda Marques Ramos, dá algumas dicas de como identificar sinais de risco de deslocamento de terra, principalmente para quem mora em áreas de encostas. “É importante sempre observar o surgimento de trincas tanto no solo como nas paredes dos imóveis. Outro sinal clássico é a inclinação repentina de postes e árvores. O surgimento de infiltração constante de água, que não se interrompe mesmo com o fim da chuva também pode ser um aviso que algo está errado”, destacou.

Procedimentos como consulta de viabilidade, comunicados sobre risco de queda de árvores, problemas de rachaduras em imóveis ou encostas, entre outros, devem ser registrados via setor de Protocolo ou pela Ouvidoria da própria da Prefeitura (presencialmente, via site – www.jaraguadosul.sc.gov.br/ouvidoria - ou pelo telefone 0800-6420156).

“É sempre bom deixar claro que o prefixo 199 é somente para urgências e emergências”, orientou o diretor Hideraldo Colle. “Fazendo o registro via Protocolo ou Ouvidoria, o cidadão ou cidadã recebe um número pelo qual poderá acompanhar o andamento de sua ocorrência”, completou.

VEJA TAMBÉM:

Defesa Civil emite alerta de temporal e granizo em SC

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?

 

*Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul.