A vereadora Ana Rita Negrini Hermes (PROS), a chefe de gabinete, Suzy Ghitti, e a presidente da Frada (Frente de Ação pelos Direitos Animais), Liliane Lovato, se reuniram na manhã desta quarta-feira (16) com chefias da Sama (Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente) da Prefeitura e do CBEA (Centro de Bem-Estar Animal).

Elas foram em busca de detalhes sobre as ações da Sema e do CBEA em relação às denúncias de maus-tratos e acidentes envolvendo animais em Joinville. Uma das informações que receberam é de que uma boa parte das solicitações é falsa, o que acaba atrapalhando, e muito, o trabalho dos órgãos responsáveis pelo atendimento aos animais.

A reunião teve a participação da gerente de Fiscalização Sema, Sarah Sabrina L. Francisco, do gerente e do diretor executivo CBEA, Fernando Wendhausen Rothbarth e Valdeci Marcos Moraes, respectivamente.

Segundo Sarah Francisco, todos os registros devem ser feitos primeiramente na Ouvidoria, tanto por telefone (156) quanto pelo site da Prefeitura. Os casos de atropelamento são encaminhados para o CBEA e os maus-tratos, para a fiscalização da Sema, que age imediatamente quando é considerado grave.

O problema, afirmou Sarah Francisco, é o grande número de comunicados falsos, o que atrapalha as ações dos dois órgãos e atrasa o atendimento de animais que realmente precisam. No ano passado, a Sema recebeu cerca de 19 mil denúncias, mas uma boa parte delas, disse a gerente, era falsa ou intriga de vizinhos.

“Isso mostra a necessidade de um trabalho contínuo de conscientização junto à população”, dizem a vereadora Ana Rita e a presidente da Frada.

*Com informações de assessoria de imprensa

Quer receber as notícias no WhatsApp?