Um vídeo em que o diretor de obras da Prefeitura de Jaraguá do Sul e suplente de vereador e ex vice-prefeito Jaime Negherbon, do MDB, é agredido por moradores do bairro Rio da Luz, em Jaraguá do Sul, ganhou repercussão no município.

As imagens foram gravadas no domingo (9) depois de um temporal em que o diretor da Secretaria de Obras aparece com pelo menos três moradores, sendo que um deles está visivelmente alterado e dá tapas no peito de Jaime, além de xingá-lo por conta da circunstância do local afetado pelas chuvas. O que se comenta é que depois de encerrada a gravação, Negherbon foi agredido novamente e empurrado em um ribeirão perto do local.

Veja mais:

Vídeo: diretor de obras da Prefeitura é agredido por moradores em Jaraguá do Sul

O caso também repercutiu entre autoridades e representantes de instituições do município que também encaminharam uma nota de repúdio em que reprovam o caso de agressão ocorrido contra o ex-vice-prefeito, ex-vereador e diretor da Secretaria de Obras da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Jaime Negherbon.

Foto: Arquivo/OCP News

Confira a nota na íntegra:

“As entidades organizadas da sociedade civil e religiosas, por meio de seus representantes, vêm a público manifestar repúdio e reprovação perante o caso de agressão ocorrido contra o ex-vice-prefeito, ex-vereador e diretor da Secretaria de Obras da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Jaime Negherbon.

Jaime foi vítima de intimidação covarde e agressão física no último fim de semana enquanto prestigiava um evento da comunidade. Ressaltamos que a sociedade tem o direito e o dever de cobrar de seus representantes soluções para os seus problemas, porém, não pode nunca compactuar com o uso da violência.

Jaraguá do Sul é uma cidade conhecida por ser uma das mais seguras do Brasil. Não podemos deixar que comportamentos agressivos e criminosos sejam naturalizados, virem motivo de piadas em correntes de rede social e acabem banalizados.

Expressamos nosso desejo de rápido e pleno restabelecimento da vítima e de justa punição de seu agressor, lembrando que a violência não se justifica sob nenhuma forma.

Jaraguá do Sul, 11 de fevereiro de 2020", finaliza.

A nota é assinada pelo prefeito Antídio Lunelli, Udo Wagner, vice-prefeito de Jaraguá do Sul ,o deputado federal Carlos Chiodini, Isair Moser, presidente da Câmara de Vereadores, Anselmo Ramos, presidente da Acijs, Gabriel Seifert, presidente da CDL, Gustavo Pacher, presidente da OAB, Comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, Márcio Leandro Reisdorfer, Fabiano Silveira, delegado regional, Coronel Amarildo de Assis Alves, comandante da 12ª Região da Polícia Militar e o o pastor William Bretzke e padre Hélio Feuser.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul