O deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) busca apoio dos demais parlamentares da Assembleia Legislativa de SC (Alesc) pela derrubada do veto imposto pela então governadora interina Daniela Reinehr ao projeto de lei do Executivo que destina R$ 350 milhões para obras em rodovias federais em andamento no Estado.

Dentre estas obras estão a duplicação das BRs 280 e 470 e modernização da BR-163. Na terça-feira (11), o deputado participou da reunião do governador Carlos Moisés sobre o tema com os líderes de bancada na Assembleia Legislativa.

Na ocasião, o governador solicitou o apoio dos líderes partidários para que o veto seja rejeitado durante a votação que ocorrerá nos próximos dias.

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o deputado destacou que a medida só está sendo possível devido à boa gestão das finanças do Estado, que geraram economia e reserva de recursos.

“É um momento pedagógico para o resto do Brasil. Essa atitude só está sendo possível devido ao saneamento das finanças do Estado, com caixa próprio e com coragem para tomar uma atitude tão importante para resolver gargalos na nossa infraestrutura rodoviária que prejudicam a vida das pessoas, causam mortes, encarecem e dificultam o desenvolvimento do setor produtivo”, destacou Caropreso.

O deputado também frisou que a decisão do governo catarinense em injetar recursos para acelerar obras em rodovias federais não prejudicará investimentos nas demais rodovias estaduais. “É importante destacar que estão assegurados no orçamento os recursos para a continuidade e manutenção das demais obras rodoviárias de responsabilidade do Estado.”

Corte de recursos federais para SC

Enquanto o governador Carlos Moisés decidiu injetar recursos do Estado em três rodovias federais para agilizar as obras, o governo federal cortou 50% dos recursos previstos no orçamento da União para infraestrutura rodoviária em Santa Catarina. Houve cortes também nos recursos destinados a universidades e institutos federais.

Os R$ 271,6 milhões do orçamento aprovado pelo Congresso viraram R$ 135,1 milhões para financiar as obras nas BRs 280, 470, 163, 282. Só para a duplicação da BR-280 estavam previstos R$ 104,7 milhões, mas após os vetos do governo federal foram reservados para a obra R$ 60,7 milhões este ano, um corte de 42%.

Ferrovias

Além do corte de recursos federais para infraestrutura e demais áreas, Caropreso está preocupado com o fato de Santa Catarina ter ficado de fora do Plano Logístico Nacional para receber investimentos ferroviários, plano que está em fase de consulta pública.

Dois projetos ferroviários são considerados vitais para o desenvolvimento econômico e a competitividade logística de Santa Catarina: a construção da ferrovia litorânea entre Imbituba e Araquari e a Ferrovia Leste-Oeste, com 800 quilômetros, que busca conectar os portos com as regiões Oeste e Extremo Oeste do estado.

*Com informações da Assessoria de Imprensa do deputado Caropreso