Em entrevista ao OCP, a presidente da Câmara de Vereadores de Corupá Bernadete Correa Hillbrecht (PSD), assim como os presidentes dos Legislativos de Jaraguá do Sul e de Guaramirim, faz uma avaliação do primeiro semestre desta legislatura.

Segundo Bernadete, a nova legislatura iniciou o mandato motivada a realizar modificações. “Em comum acordo com todos os parlamentares, decidimos que precisávamos trabalhar com economia, praticidade e transparência”, comenta a presidente da Casa.

Entre as medidas tomadas, estão a troca de equipamentos do plenário da Câmara, possibilitando à comunidade o acompanhamento ao vivo das sessões plenárias pelas redes sociais. “Também investimos em novas tecnologias, áudio e vídeo mais qualificados, pois queremos aproximar mais o poder público e a população. A boa política se faz com participação popular”, ressalta.

Na opinião de Bernadete, a Câmara de Vereadores de Corupá é enxuta, atualmente é composta por nove vereadores e oito servidores, incluindo efetivos e comissionados, além de não remunerar os parlamentares por sessões extraordinárias.

A presidente do Legislativo corupaense destaca que a atual legislatura conta com vereadores novos e outros mais experientes na política sendo representada por seis partidos (PSD-1, PSDB-1, PDT-1, PSL-1, MDB-3 e PP-2).

“Buscamos melhorias e projetos importantes para a população. Todos os parlamentares se preocuparam em ouvir as demandas e junto ao Executivo, vão atrás de soluções. Não é a toa que a grande maioria dos projetos foram aprovados neste primeiro semestre na Câmara”, comenta.

 

Foto: Divulgação

Confiras as principais ações e projetos aprovados no 1º semestre na Câmara de Corupá:

Principais projetos aprovados

Foi aprovada a mudança no orçamento do Executivo para compra de retroescavadeira e patrola, além de veículos para área da saúde por meio de emendas parlamentares: duas ambulâncias, uma para o Corpo de Bombeiros e outra para a Secretaria de Saúde. Aprovação em regime de urgência para o Programa Nossa Rua que trata de pavimentação comunitária e a regulamentação dos serviços de motofrete.Termo de colaboração com a Apae, AMA, Corpo de Bombeiros. Aprovação de Termo de Responsabilidade com a Rumo Malhas Sul para transposição de águas pluviais.

Proposições de destaque

Mais de 150 proposições, entre indicações, moções, requerimentos e pedidos de informações foram apresentadas no 1º semestre. Entre as principais estão: pedido junto ao Dnit para melhoria na BR-280 trecho Corupá/Jaraguá do Sul; moção de apelo ao governador do Estado pedindo soluções para equilibrar a demanda reprimida do SUS; estudo de viabilidade para o desmembramento da área de parte do Ano Bom Fundos e do Rio Natal, pertencentes ao município vizinho de São Bento do Sul com vistas a anexação a Corupá.

Também foi encaminhada moção de apelo para que o governo subsidie a aquisição de um tomógrafo computadorizado no valor aproximado de R$1,7 milhão para a ampliação do Centro de imagem do Hospital Santo Antônio, de Guaramirim.

Foram realizadas ainda solicitações de extensão do Programa Celesc Rural, para mais moradores do Bairro Bomplandt. Moção de Apelo ao secretário de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Altair Silva, e ao presidente da Cidasc Plinio de Castro, solicitando a reativação do escritório da companhia no município com pedido de disponibilização de um engenheiro agrônomo.

Também foi aprovada a reativação do Programa de Combate ao Borrachudo. Na área da educação, foram atendidas solicitações da parte dos professores e levadas ao Executivo principalmente relacionadas às aulas online e presenciais. Este assunto foi revisto pela Secretaria de Educação que fez novas contratações de professores. Aprovadas melhorias no pátio do Pronto Atendimento 24h de Corupá.

Devolução do orçamento

A Câmara destinou a devolução de orçamento da Casa no valor R$ 60 mil no primeiro semestre para atender boa parte das demandas da Associação dos Bombeiros Voluntários de Corupá. Outros R$ 60 mil serão destinados até o fim do ano aos bombeiros. Atualmente o orçamento anual da Câmara de Corupá é de R$ 1,7 milhão, deste total cerca de R$ 300 mil deve resultar de economia pelo Legislativo. Para o próximo semestre a presidente da Casa comenta que o Legislativo deve colocar em prática o projeto para instalação de uma rampa de acessibilidade para o piso superior da Câmara. A solicitação de acessibilidade foi feita pelo Ministério Público de SC.

Mulheres no Legislativo

Bernadete Hillbrecht é a única mulher a comandar uma Câmara da região neste ano. Junto com as outras quatro vereadoras eleitas em Jaraguá do Sul, Guaramirim e Schroeder, as parlamentares formaram um grupo suprapartidário para discutir propostas que podem ser compartilhadas entre os municípios da região.

Entre os destaques estão a questão da violência contra a mulher. Elas encaminharam por meio das câmaras que representam, moções de apelo aos prefeitos pedindo a implantação de uma Casa de Abrigo regional para as mulheres vítimas de violência doméstica e a ideia de instalação de Procuradorias Especiais das Mulheres nos Legislativos da região.

 

As sessões da Câmara de Corupá acontecem todas as segunda-feiras às 19h, com transmissão pelo facebook.