Espirros, tosses, febre, cansaço e dores no corpo são sintomas comuns da gripe durante o inverno. Entretanto, a gripe não está restrita a apenas aos dias mais frios. Apesar da circulação do vírus ser menor no verão, ele segue atuando. Portanto, atenção: o vírus influenza ainda está presente no ar na estação mais quente do ano.

O médico pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, de Blumenau, doutor Ricardo Albaneze, destaca que no verão os sintomas da gripe costumam ser piores. “O vírus da gripe age de formas completamente diferentes durante o período de frio e calor no organismo. O clima quente aumenta o desconforto na pessoa, e, por conta do calor, os sintomas típicos da doença, como a febre, cansaço, tosse, dor muscular, dor de garganta e dor de cabeça parecem piores”, diz.

Neste período do ano, existem vários fatores que contribuem com a incidência do vírus. No verão, o vilão da nossa saúde é o ar-condicionado, que resseca as vias aéreas e pode disseminar vírus e bactérias, se não for bem higienizado. Além disso, as mudanças de temperatura também ajudam a debilitar o sistema imunológico, assim como a alta exposição ao sol, que pode desidratar o organismo e deixar as pessoas mais vulneráveis.

 

"Recomendamos o uso moderado do ar-condicionado, preferindo temperaturas entre 21 a 24 graus, manter o corpo bem hidratado, ingerindo água, sucos naturais, água de coco e chás, ter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos, tratar as doenças alérgicas, como rinite e asma, além de fazer a higiene das mãos regularmente”, finaliza Albaneze.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger