Criciúma contabilizou mais uma morte por Covid-19. É o quarto caso de morador da cidade e o quinto notificado em Criciúma.

Faleceu na noite desta sexta-feira, Adão Rolim Marques da Rosa, de 70 anos.

Ele estava internado desde sábado no Hospital Unimed já como caso confirmado de coronavírus.

As informações foram repassadas pelo secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

Adão, bastante atuante na cidade, era presidente da Etnia Negra.

Ele teria contraído o novo vírus em uma viagem de cruzeiro onde estavam moradores de Siderópolis que também foram confirmados com o Covid-19.

Suspeita

Na manhã desta sexta-feira foi registrado um óbito em domicílio, conforme Boletim Epidemiológico emitido nesta tarde.

Trata-se de um homem, de 60 anos, residente de Criciúma e que apresentou sintomas respiratórios.

A coleta da amostra para Covid-19 foi realizada e a confirmação, ou descarte da doença, ocorrerá após análise e liberação dos laudos pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina, o Lacen/SC.

Óbitos

São agora cinco óbitos por coronavírus notificados na cidade, um deles de uma moradora de um município vizinho, mas que estava internada em Criciúma.

O primeiro caso foi do empresário Evaldo Stopassoli, de 73 anos.

O segundo, confirmado no sábado, foi de uma idosa de 71 anos, moradora de Balneário Gaivota, que estava internada na cidade.

O terceiro foi na segunda-feira, de uma idosa de 79 anos, moradora da cidade, que já possuía comorbidades.

O quarto caso de óbito confirmado por coronavírus, contabilizado na terça, foi de um idoso, de 87 anos, portador de diabetes.

E o quinto de Adão Rolim Marques da Rosa, de 70 anos, no Hospital da Unimed.