Nesta quarta-feira (19) foi publicado o vídeo de um jovem imigrante utilizando garrafas de plástico amarradas ao seu corpo como boia para não afundar no mar, enquanto nadava entre as fronteiras da Espanha e Marrocos.

As imagens mostram os soldados espanhóis discutindo com o garoto, que estava visivelmente abalado e cansado. Logo em seguida o marroquino tenta escalar um paredão de pedras. A expressão no rosto do jovem fala por si só.

Foto: Jon Nazca

A cidade do ocorrido é Ceuta, que pertence à Espanha, mas está localizada no continente africano e cercada por território marroquino, à beira do Mar Mediterrâneo.

O jovem é mais um entre oito mil imigrantes considerados ilegais que já chegaram ao território espanhol. Cerca de seis mil deles já foram expulsos, segundo autoridades espanholas. Entre eles, há até mesmo crianças menores de sete anos de idade desacompanhadas. Em breve o jovem também será deportado.


No extremo norte do Marrocos, próximo a Gibraltar, a cidade de Ceuta, que possui aproximadamente 80 mil habitantes, se tornou um ponto de entrada para refugiados que tentam entrar na Europa ilegalmente.