Após uma grande pausa sem lives sobre a Covid-19, autoridades de Criciúma voltaram a se pronunciar, virtualmente, na tarde desta quarta-feira acerca da pandemia na cidade.

Com a atualização do mapa da matriz de risco, os 12 municípios da Região Carbonífera, assim como todo o Sul catarinense, voltam à classificação mais crítica do coronavírus: o gravíssimo (vermelho).

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, voltou a ressaltar que não adotará o lockdown (bloqueio total) e que também não haverá mais restrições além daquelas já determinadas (confira abaixo).

“Viemos falar sobre o momento crítico que nós voltamos a viver. Alguns falam que o aumento está por trás das eleições, o que pode ter sido um pouco, outros por conta das praias lotadas, das festas de família, dos churrascos, dos bares, das baladas. Fato é: o vírus tem nos trazido bastante preocupação, tem levado pessoas a adoecer em casa, nos hospitais, nos leitos de UTI. Não vale a pena ficar procurando quem é o culpado. Estamos vivendo um momento muito difícil”, lamentou o chefe do Executivo que, licenciado após as eleições, teve que retornar ao Paço devido ao então prefeito interino, o vereador e presidente da Câmara, Tita Belloli, positivar ao vírus na última segunda.

Salvaro disse ainda que a sociedade como um todo tem um pouco de responsabilidade e que é necessário conscientização.

“E se depender desse governo, não haverá lockdown. Em primeiro lugar a saúde, tratada com todos os cuidados redobrados, mas temos que continuar trabalhando, não podemos parar, claro, e trabalhando com todos os cuidados. Ninguém está se infectando no trabalho”, assinalou.

Participaram da entrevista coletiva virtual: o secretário de Saúde, Acélio Casagrande; o coordenador da Vigilância Sanitária, Samuel Bucco e o diretor Técnico da Secretaria de Saúde, Dr. Ronald Benedet.

Confira o que muda

 

 

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul