O projeto 'A Semente - gerando vida nos corações', criado em Jaraguá do Sul e reconhecido como entidade de utilidade pública municipal e estadual, está completando seis anos de atividades voltadas para pacientes com câncer. Neste período, mais de 16.500 pessoas já foram beneficiadas com doações dentro e fora do Brasil.

São doados itens como "naninhas" (mini-travesseiros) para os pequenos, toucas de lã, cachecóis e luvas para os períodos de frio, além de lenços, bandanas, bonés e outras peças para pacientes de todas as idades, desde bebês até idosos.

"Nossas doações são encaminhadas para centros oncológicos de 14 estados brasileiros e também no exterior, onde já realizamos palestras, como Haiti, Estados Unidos, Equador, Quênia, Inglaterra, Argentina, Paraguai, México e Bolívia", informa a idealizadora do projeto, Denise Schiochet e Souza.

Materiais são distribuídos em centros oncológicos | Foto: Fábio Junkes

Denise conta que a entidade recebe muitas doações de empresas, desde tecidos e retalhos até peças prontas, incluindo as máquinas de costura onde as voluntárias produzem boa parte dos materiais que são doados.

Além dos itens destinados aos pacientes com câncer, são confeccionadas muitas peças, parte delas em tricô e crochê, como almofadas, bolsas, panos de prato e diversos objetos decorativos para venda em bazares itinerantes.

Foto: Fábio Junkes

 

"Quando começou a pandemia de Covid-19, nós fomos a primeira entidade a produzir máscaras. Foram dois anos de bastante trabalho", relembra Denise.

Sala de trabalhos da entidade | Foto: Fábio Junkes

O surgimento do projeto A Semente

Denise conta que teve câncer de mama em 2013 e que a doença foi descoberta durante a realização de exames de admissão. Como o câncer estava na fase inicial, ela conseguiu vencer a doença, após mais de dois anos de tratamento e três cirurgias. "Estou curada, mas pacientes que passaram por um câncer têm que ter acompanhamento médico por toda a vida", explica, destacando que o apoio da família é fundamental para a recuperação.

"No começo do nosso trabalho, atendíamos com as doações de materiais o Hospital São José, aqui de Jaraguá do Sul, que é referência na área de oncologia. Depois, começamos a distribuir as peças, via transportadoras, correio e até mesmo através de pessoas que iam para outros lugares e levavam esses materiais prontos para centros oncológicos. E aí, fomos buscando referências de outros locais e a nossa rede de distribuição foi aumentando", conta ela. "Nós recebemos muitos convites para palestras o ano todo. Agora em novembro, por exemplo, vamos abordar o tema 'câncer de próstata', já que o mês é dedicado a ações de prevenção da doença em todo o Brasil", completa.

O trabalho de marketing do projeto é de responsabilidade da jornalista Sílvia Legnaghi, juntamente com Jairo Souza, esposo de Denise. "Ele é um grande parceiro e incentivador", declara ela, que tem duas filhas gêmeas, Laís e Alícia, hoje com 18 anos, que também são voluntárias do projeto.

A sede está localizada no andar superior da Rodoviária de Jaraguá do Sul, em espaço disponibilizado pela Prefeitura, e atualmente conta com o trabalho de 40 voluntários ativos, entre homens e mulheres.

Parte da equipe de voluntárias | Foto: Fábio Junkes

Como contribuir com o projeto

Em fevereiro deste ano, foi firmada uma parceria com o Serviço Municipal de Água e Esgoto (Samae) e, desta forma, é possível ajudar o projeto com a doação de qualquer valor em dinheiro através da conta de água. Interessados em contribuir com a doação de materiais ou serviço voluntário podem obter mais informações no telefone 47 99104-6510, diretamente com Denise.

Concerto beneficente na Scar

No dia 16 deste mês, próximo domingo, às 19h15, será realizado no Grande Teatro da Scar, em Jaraguá do Sul, o concerto beneficente "Um som para vidas", com a Orquestra Jovem. O público participante concorrerá ao sorteio de uma cama box completa e vários outros brindes. Os valores arrecadados com a venda dos ingressos serão revertidos para as ações do projeto A Semente.

Foto: Divulgação