A Secretaria de Saúde de Pomerode confirmou que um morador da cidade, de 45 anos, foi diagnosticado com febre amarela. O paciente, que vive no bairro Alto da Serra e não tem registro da vacina contra a doença, está internado na UTI do Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis.

Nesta segunda-feira (17), ele procurou atendimento no Hospital e Maternidade Rio do Testo, por conta de diarreia e registro de febre. Após ser medicado, acabou liberado. Entretanto, os sintomas aumentaram e ele retornou à unidade no dia seguinte. Exames realizados apontaram alterações que levaram à suspeita de febre amarela, sendo confirmada posteriormente.

Este é o quarto caso da doença em humano neste ano em Santa Catarina. Os outros ocorreram em São Bento do Sul, Jaraguá do Sul e Blumenau. Em Pomerode, dois macacos já haviam morrido por febre amarela, sinalizando a circulação do vírus no município.

Como evitar a febre amarela?

A vacina é a forma mais eficaz de evitar a doença. Ela é gratuita e está disponível nas unidades de saúde. Podem ser vacinadas as pessoas com idade entre 9 meses e 59 anos. Cidadãos com mais de 60 anos e doenças autoimunes devem ter autorização médica. Para gestantes, a imunização é contraindicada.

Os principais sintomas da febre amarela são: febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul