Uma das notícias mais tristes deste dia de Finados na microrregião do Vale do Itapocu foi a morte de um rapaz de 21 anos. E, diferentemente do que é comum nestes casos, esta morte não veio das estradas em ritmo de feriadão nem de um outro crime. Ao que tudo indica, Marilho Ruscch, morador de Corupá, no Norte catarinense, morreu de um ataque cardíaco fulminante. O corpo foi sepultado por volta das 15h30 desta sexta-feira (3) no Cemitério Municipal de Corupá. O rapaz não era obeso e não há informações se ele tinha alguma doença congênita. Segundo registro do Corpo de Bombeiros Voluntários de Corupá, a corporação foi chamada às 17h21 para atender a uma ocorrência em sua casa na rua Hansa Humboldt, no bairro João Tozini, em Corupá. Mas quando chegaram, nada mais podia ser feito. Conforme relatos da família, como de costume, o pai de Marilho saiu para passear com o cachorro nos trilhos e, quando voltou, começou a fazer a manutenção da casa. Ele ouviu um grito vindo de dentro da casa, mas não deu atenção, porque pensou que era o som do filho. Quando a mãe chegou, foi até o quarto e encontrou o filho desfalecido no local. Os bombeiros foram chamados, mas ele já estava sem pulso. Eles tentaram fazer uma reanimação e o levaram para o Pronto-atendimento, mas não foi possível. Marilho deixa enlutados o pai, Vitor Rusch; a mãe, Elza Rusch; duas irmãs e um irmão e centenas de amigos que se unem neste momento de dor. "Trabalhador, determinado, lutador, sonhador... ele tinha muitos sonhos. Não há palavras para descrever a dor que todos estão sentindo nesse momento. Nossos sentimentos a família, em nome da família Plantas Finta", descreve a colega da empresa em que ele trabalhava, Andressa Marilin Finta. "O cara que tinha o maior coração do mundo, que tava sempre disposto a ajudar todos", descreve o amigo André Alves. Marilho vivia um momento especial em sua vida cheia de planos. Ele tinha paixão por fuscas e era um dos principais apoiadores e promotores do Breezeteam, festa jovem que reúne músicos e DJs. A próxima está agendada para o sábado da semana que vem, dia 10, em Jaraguá do Sul. "Vai ser difícil tocar na próxima festa e não te ver com a bandeira do Breeze, com camisa do Breeze, mais sei que lá encima vc vai tá pulando muito, e causando lá encima!!! Como minha mãe falou Deus sempre chama os melhores pra ajudar a cuidar de nós! Meus sentimentos a toda família e amigos... “ que a vida é trem bala parceiro, a gente é só passageiro precisa partir...” ? Eterno Marilho! , escreveu André.