Por Heloísa Jahn | Foto Jéssica Carvalho/Divulgação Considerado o maior festival de dança do mundo, o 35º Festival de Dança de Joinville contará com a participação de dançarinos da região. Dois grupos jaraguaenses e um de Schroeder tiveram coreografias selecionadas para o programa Palcos Abertos, a mostra não competitiva que ocorre de 18 a 29 de julho. Os 12 trabalhos dos grupos Galpão da Dança, Escola de Dança Scar e Casa da Dança Dani Grossl figuram entre mais De 1,4 mil coreografias eleitas pela curadoria do festival. Só nesta série de apresentações estão grupos de 17 estados brasileiros, do Distrito Federal e outros três países. O Galpão da Dança vai apresentar os espetáculos “Folhas secas”, “Estranha sensação de me pertencer”, “Versões de um mesmo”, “Petrichor”, “Porque me olhas?”, “Rebobina” e “Sobre o futuro do passado, desculpe”. O grupo da Scar apresenta “Submersas”. “Liberte-se”, “Notturno” e “Yaranã”. Já a Casa de Dança Dani Grossl, que representa Schroeder, leva a coreografia “Colheita”. Ao todo, foram aprovadas 256 apresentações para as noites e tardes competitivas e 1.498 para os Palcos Abertos, distribuídas nos gêneros: Balé Clássico de Repertório, Balé Neoclássico, Dança Contemporânea, Danças Populares, Danças Urbanas, Jazz e Sapateado. Os grupos aprovados têm até o dia 22 deste mês para fazer a confirmação da participação no Festival de Dança de Joinville. As apresentações acontecem em shoppings, praças e espaços alternativos de Joinville e são gratuitas. Já as competitivas ocorrem no Centreventos Cau Hansen e os ingressos estão à venda no site do festival. Os valores variam entre R$ 24 e R$ 106. Participantes inscritos no festival, idosos, estudantes, portadores de deficiência, ciclista e professores da rede estadual e municipal de educação têm direito à meia-entrada.