A dramática situação em que vivem as 1,5 mil famílias da Barra do Camacho, em Jaguaruna, com o assoreamento total do local começa a ter um desfecho. No local que ira utilizado pela pesca, onde restam apenas bancos de areia, o que tem causado a morte de peixes e prejudicado a atividade pesqueira.

O Governo Federal afirmou que investirá R$ 1,5 milhão para realizar um desassoreamento emergencial da Barra. A confirmação foi dada durante uma reunião de trabalho comandada pela governadora Daniela Reinehr para tratar da situação de Jaguaruna e também da Barra de Laguna, na tarde desta terça-feira (20).

 

O encontro no Centro Administrativo reuniu secretários de Estado, o secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Jorge Seif Junior, o senador Jorginho Mello, os deputados federais Daniel Freitas, Angela Amin e Coronel Armando e os parlamentares estaduais Felipe Estevão, Volnei Weber e Jessé Lopes, além dos prefeitos de Laguna, Samir Ahmad, de Jaguaruna, Laerte Silva, e de Tubarão, Joares Ponticelli.

A governadora também confirmou que fará uma visita ainda nesta semana tanto a Laguna quanto a Jaguaruna para conhecer in loco as necessidades das comunidades locais. “Existe a necessidade de uma ação em caráter emergencial, que é o desassoreamento. Além disso, precisa ser feita uma manutenção contínua para evitar que essa situação volte a ocorrer. Também faremos uma visita in loco para conseguir fazer um projeto de desenvolvimento futuro. Essa é uma região belíssima e que tem um potencial imenso”, afirmou a governadora.

Daniela Reinehr também determinou que as secretarias de Infraestrutura e Defesa Civil façam o acompanhamento da questão do desassoreamento da Barra do Camacho.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp