Atendendo a demandas da população local, a Prefeitura de Florianópolis e a Casan fiscalizaram, nesta semana, imóveis com ligações irregulares de esgoto em Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui, no Norte da Ilha.

Ao todo, 12 locais foram inspecionados em dois dias de ação, com intimações e quatro autuações por crime ambiental, em casos de esgoto lançado na rede pluvial.

No primeiro dia de operação, a 50ª, a equipe do Grupo Sanear – formada por fiscais e técnicos da Casan, Secretaria de Infraestrutura, Vigilância em Saúde, Floram e ECHOA Engenharia, empresa responsável pela gestão do programa Floripa Se Liga Na Rede – fiscalizou 7 casas em Santo Antônio de Lisboa.

Fiscais vistoriaram residências em Santo Antônio de Lisboa | Foto PMF/Divulgação

Apenas um dos imóveis, após a realização de testes pela equipe técnica, não apresentou irregularidades. O caso mais grave foi encontrado na Rua Padre Lourenço Rodrigues de Andrade, principal via de acesso ao bairro: um conjunto de casas localizadas no mesmo terreno lançava esgoto na rede pluvial.

A Floram vai autuar o proprietário por crime ambiental. Aos demais imóveis inspecionados em Santo Antônio de Lisboa, a Vigilância em Saúde exigirá a apresentação do Habite-se.

No segundo dia, a força-tarefa atuou no bairro de Sambaqui. Foram realizadas 5 inspeções, todas concentradas na Travessa Jandira Pires da Cunha.

Três casas fiscalizadas lançavam esgoto diretamente na galeria de drenagem pluvial, que recebia resíduos de tanques, máquinas de lavar, vasos sanitários, pias e banheiros. Pelo crime ambiental, os proprietários serão autuados pela Floram.

Fiscais buscam conscientizar os moradores | Foto PMF/Divulgação

Em outras duas casas, a Blitz encontrou indícios de cano ligado na rede pluvial, mas não pôde aplicar testes para constatar a irregularidade – ambas encontravam-se fechadas durante a ação.

A Vigilância em Saúde, nesse caso, fará o requerimento do Habite-se aos proprietários, para averiguar se a situação dos imóveis é regular ou não.

Blitz Sanear

A Blitz Sanear é uma força-tarefa da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da Casan, por meio do Grupo Sanear Floripa, criada com o objetivo de fiscalizar ligações irregulares de esgoto que causem prejuízos ao meio ambiente e à saúde pública.

Conhecida anteriormente como Blitz Se Liga Na Rede, o novo nome, Blitz Sanear, busca associar as ações de fiscalização ao Grupo Sanear, responsável pelas operações.

Ao todo, 12 locais foram inspecionados em dois dias de açãoAo todo, 12 locais foram inspecionados em dois dias de ação | Foto PMF/Divulgação

A alteração também procura marcar a diferença entre as formas de atuação da Blitz e do Floripa Se Liga Na Rede – um programa independente, de ação mais voltada à conscientização dos moradores com relação ao problema de esgoto irregular na cidade, e não à fiscalização ostensiva.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger