Após 2 anos da última edição do Censo Demográfico nacional, adiado por conta da pandemia de Covid-19, os trabalhos de recenseamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística começam na próxima segunda-feira (1º).

Até o início de novembro, os recenseadores vão visitar cada domicílio do país, incluindo aldeias indígenas e os moradores de territórios quilombolas serão contabilizados.

As entrevistas são presenciais e o recenseador vai voltar pelo menos 4 vezes em horários e dias alternados para fazer a entrevista com algum dos moradores. Porém, é possível também responder por telefone ou pela internet.

A novidade deste ano é que os recenseadores contarão com uma central telefônica exclusiva para esclarecer as dúvidas da população durante a coleta domiciliar da maior pesquisa do País.

Recenseador do IBGE, com uniforme azul e amarelo
Foto: Fábio Junkes

Pela segunda vez, o IBGE oferece à população a opção de preenchimento do questionário via internet, que pode ser ativada após uma visita inicial obrigatória do recenseador. A partir da visita, será gerado um e-ticket, com prazo de validade de sete dias, para que a pessoa responda ao questionário online.

Questionário

De acordo com o IBGE, serão dois tipos de questionário: o básico e o de amostra. O Questionário Básico da pesquisa conta com 26 questões e investiga as principais características do domicílio e dos moradores, como data de nascimento, escolaridade e rendimento.

O questionário de Amostra é aplicado em cerca de 5% dos domicílios em Sorocaba, aplicados a partir de uma seleção automática do sistema de coleta, e é composto por 77 questões abordando características dos domicílios, identificação étnico-racial, religião ou culto etc.

O entrevistado poderá também participar do Censo pelo telefone, que também é uma das novidades de 2022. Após a visita para o cadastramento do endereço e de pelo menos um contato com o morador, ele poderá escolher responder ao Censo por telefone, concedendo autorização ao agente para que este preencha o questionário junto ao entrevistado.

O Coordenador de Área do IBGE para Jaraguá do Sul e Região, Rodrigo Hideki Minamizaki Ribeiro, explica que o trabalho deve ir de 1º de agosto até 31 de outubro. São 255 recenseadores, que devem abordar todos os domicílios de Jaraguá do Sul e Região.

"Os entrevistadores estarão sempre portando colete do IBGE, estarão com o aparelho de pesquisa do IBGE - o DMC - e estarão com crachá. Com isso, os moradores podem ficar tranquilos, pois podem conferir a identidade do recenseador no número 0800 721 8181, pelo site respondendo.ibge.gov.br ou através do QR Code presente na matrícula dos recenseadores", explica.

Recenseador do IBGE, com uniforme e pasta azuis
Foto: Fábio Junkes

Ainda há vagas para recenseadores

Com o censo chegando, o órgão tem trabalhado a todo o vapor. "Nesta semana estamos nos últimos preparativos para começar o Censo Demográfico 2022, estamos finalizando as contrações dos recenseadores que se inscrevem nos PSSs anteriores, porém, visto que não estamos com todas as vagas preenchidas ainda, o IBGE lançou um novo Processo Seletivo Simplificado Complementar para Recenseador", explica Ribeiro.

A previsão é que os recenseadores sejam contratados por um período de até 3 meses - e as inscrições seguem abertas até o dia 1º de agosto, dia de início dos trabalhos do Censo 2022, diretamente nos postos de coleta do IBGE ou enviando o formulário através do email sub.jaraguadosul.sc@ibge.gov.br

"É importante dizer para a população: Atendam o IBGE, recebam o recenseador, pois essa pesquisa é muito importante. Em apenas 5 a 15 minutos, dependendo do tipo de questionário, você vai estar contribuindo para gerar informações muito valiosas para o planejamento do município. É com base nos resultados do censo que sabemos qual é a população, a pirâmide etária, os padrões de vida de cada bairro da nossa cidade e com isso mapear onde pode ser melhor investir em creches, escolas, hospitais, ou asilos", frisa Ribeiro.

Ele também nota que o sigilo das informações é garantido. "Quem estiver com receio do sigilo das informações, pode ficar tranquilo em responder o IBGE pois essas informações servirão apenas para estatística. Afinal todas as informações prestadas ao IBGE são confidenciais. O sigilo dessas informações é garantido por lei e faz parte dos princípios internacionais das estatísticas oficiais que norteiam todo o trabalho realizado pelo IBGE", explica.