Latinoamérica Viva é um dos principais encontros de autores e de discussão da produção literária latino-americana no mundo, e ocorre paralelamente a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México. Schroeder participará do encontro às 18h do dia 29 de novembro, em debate com autores de outros quatro países: Claudia Apablaza (Chile), Miguel Huezo (El Salvador), Johan Page (Peru) e Wilmer Urrelo Zárate (Bolívia). “Para mim é uma honra, pois sou um grande entusiasta da literatura latino-americana, que considero a mais poderosa do planeta. Temos Borges, Rulfo, Cortázar, Levrero, Hernández, uma série de autores que deixaram grande impacto na literatura mundial”, diz ele. O autor catarinense participará ainda de duas ações dentro da Feira de Guadalajara: um debate com os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura Veronica Stigger, Marcos Peres e Maurício de Almeida, e uma palestra no estande da Embaixada do Brasil. Carlos Henrique Schroeder nasceu no dia 9 de junho de 1978 em Trombudo Central, em Santa Catarina, e vive em Jaraguá do Sul há dezessete anos. Publicou vários livros, entre o conto, o romance e a dramaturgia, com destaque para as seguintes obras: o romance “Ensaio do vazio”, lançado em 2007 e adaptado para os quadrinhos em 2012 pela editora carioca 7Letras. A coletânea de contos “As certezas e as palavras”, obra vencedora do Prêmio Clarice Lispector, da Fundação Biblioteca Nacional, em 2010. O romance “As fantasias eletivas”, lançado no Brasil em 2014 pela editora Record e na Espanha em 2016 pela Maresia Libros. O livro também foi indicado nos vestibulares UFSC, UDESC e Acafe nos anos de 2016 e 2017. Eleito o melhor romance do ano de 2014 pela Academia Catarinense de Letras e semifinalista do prêmio transnacional Oceanos Itaú Cultural. Outro destaque é “História da chuva” (Record, 2015), obra contemplada pela bolsa Petrobras Cultural. É editor-associado da Revista Pessoa, única publicação destinada à divulgação da literatura lusófona no país, desde 2014.