Poder retornar a um dos locais que frequentava para se conectar à natureza e praticar esportes emocionou o cadeirante Marcelino Alves, 35 anos. Ele participou da inauguração oficial da rampa de acessibilidade da Rota das Cachoeiras, em Corupá, no último domingo (21).

Para Alves, passar pela experiência de contemplar a beleza da cachoeira Suspiro mais de uma década depois do acidente que o deixou paraplégico foi fantástico.

“Já fazia uns 12 anos que não ia na Rota das Cachoeiras. Fiquei muito emocionado em ver aquela cachoeira linda novamente, pois quando eu ainda andava fiz muito rapel ali”, revela.

Apaixonado por esportes radicais, ele conta que foi justamente num mergulho em queda d’água, em outro local de Corupá, que acabou lesionado.

Desde então, não é sempre que encontra condições para frequentar áreas como essa.

Ele agradece a todos que trabalham para a inclusão dos cadeirantes na sociedade | Foto: Arquivo Pessoal

A nova estrutura possibilita que pessoas com necessidade especiais, idosos e visitantes com mobilidade reduzida possam ter acesso à Reserva Particular do Patrimônio Natural – Emílio Fiorentino Battistella (RPPN), que recebe aproximadamente 30 mil turistas por ano.

A rampa tem 150 metros e é feita em compensado naval. Possui corrimãos de pinus tratado e teve investimento de R$ 120 mil.

O valor é oriundo da parceria entre a Prefeitura de Corupá, a empresa Mobasa Reflorestamento, a Associação de Preservação e Ecoturismo Rota das Cachoeiras (Aperc) e o Ministério Público de Santa Catarina, por meio do fundo de bens lesados.

Inclusão

Segundo o cadeirante, a obra ficou perfeita, com largura ideal para se movimentar muito bem.

“Dá para descer com segurança e subir tranquilo, sem esforço. Eu adorei! Só tenho a gradecer a todos que trabalharam para nós, cadeirantes, nos sentirmos cada vez mais incluídos na sociedade”, declara Alves.

A inauguração da rampa de acessibilidade contou com a presença de pessoas com necessidades especiais de Corupá, Criciúma, Joinville e Jaraguá do Sul e familiares, além de autoridades e visitantes.

Quer receber as notícias no WhatsApp?