O advogado Danilo Faggian, de Jaraguá do Sul, divulgou uma nota à imprensa nesta sexta-feira (19). Ele foi o autor da petição eletrônica contra a presença da jornalista Miriam Leitão na 13ª Feira do Livro.

O documento, com 3.617 assinaturas, foi um dos motivos para a organização do evento literário cancelar a participação de Miriam e seu marido, o sociólogo Sergio Abranches, nesta edição.

"Pelas informações vinculadas na imprensa, a comissão organizadora ao tentar justificar o desconvite de Miriam Leitão, em razão da pressão popular, colocou que o fato teria ocorrido em razão de questões de segurança, justamente na cidade considerada mais segura do país", diz o advogado na nota.

Confira outros trechos do comunicado:

"Sabe-se que a feira do livro é financiada por dinheiro público e captação de recursos por meio de lei de incentivo à cultura, derivado do pagamento de nossos impostos, que devem ser empregados observando os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

 

É de extrema importância que o cidadão – a população jaraguaense, no caso – possa opinar e participar ativamente do destino empregado e para onde deve ser direcionado o dinheiro público.

 

Estranhamente aqueles que discursam no sentido de que é necessário apaziguar o país e que não pode ser empregado o ódio são justamente os que intitulam a sociedade jaraguaense como neonazistas e neofascistas, tudo em decorrência de uma petição eletrônica feita nos princípios democráticos e republicanos, onde a maioria escolheu que Miriam Leitão não deveria ser trazida às custas do dinheiro público a nossa cidade.

 

A presença da jornalista e apresentadora supracitada não se coaduna com nossos valores éticos, morais e culturais do povo jaraguaense, razão pela qual a maioria decidiu democraticamente que não deveria ser despendido dinheiro público para trazê-la à nossa cidade."

 

Movimento a favor de Miriam também foi feito

Em contrapartida à petição online que repudiava a presença de Miriam Leitão em Jaraguá do Sul, também foi criado um movimento a favor da jornalista na Feira do Livro. O abaixo-assinado tem 332 assinaturas até o momento e deve continuar ativo, conforme a organizadora Dhienifer Pisdsura.

Confira a entrevista com Dhienifer.

OAB convida Miriam Leitão e Sérgio Abranches para visitarem Jaraguá do Sul

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger