O retorno dos torcedores às arquibancadas está cada vez mais próximo de acontecer. Nesta sexta-feira (13), Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou uma versão do Protocolo de Recomendações para Retorno do Público aos Estádios.

O documento prevê a volta das torcidas em jogos das quartas de final da Copa do Brasil, além das séries A, B e C do Campeonato Brasileiro.

Para isso, o guia destaca que a decisão final dependerá da anuência das autoridades sanitárias locais.

Além disso, os torcedores precisarão fazer um teste RT-PCR para detecção do vírus até três dias antes da data da partida. Também será aceito o teste ‘Pesquisa de Antígenos’, se realizado em até dois dias antes da partida.

Outra possibilidade é estar vacinado com duas doses ou ter tomado a dose única da vacina Janssen. Com isso, não será necessário a realização de testes dias antes dos jogos.

Alguns pré-requisitos obrigatórios:

  • Aferição de temperatura corporal;
  • Uso obrigatório de máscaras de proteção facial autorizadas pela ANVISA nos ambientes internos do estádio durante todo o período de permanência;
  • Obrigatória a manutenção do distanciamento social nos assentos e setores do estádio durante todo o período de permanência;
  • Higienização das mãos com álcool a 70% ou lavagem com água e sabão.

Apenas os torcedores da equipe mandante poderão ir aos jogos "a fim de se evitar deslocamentos de torcedores de outras localidades".

A CBF até estabeleceu critérios técnicos para os torneios com jogos de mata-mata: "no caso de um dos clubes envolvidos não ter autorização pelo órgão sanitário local para receber público no estádio, ambas as partidas não terão público" e "será permitida a diferença máxima de 15% das respectivas capacidades, prevalecendo a condição liberada do estádio com menor quantitativo", em caso de capacidades diferentes liberadas pelas autoridades locais.

Quantidade de público

O critério utilizado para calcular a quantidade de público que os estádios poderão receber é chamado de taxa de normalidade, em que são considerados seis pontos:

  • Taxa de incidência (casos novos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias)
  • Tendência da taxa de casos novos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias
  • Mortalidade por Covid-19 por 1 milhão de habitantes nos últimos 14 dias
  • Tendência da taxa de mortalidade por 1 milhão de habitantes nos últimos 14 dias
  • Letalidade de Covid-19 (global)
  • Percentual da população plenamente vacinada contra SARS-CoV-2