Quando o JEC ainda disputava a Série A do Campeonato Catarinense em 2015, um torcedor do Tricolor foi atingido no olho por uma bala de borracha disparada pela Polícia Militar antes do jogo contra o Corinthians e acabou perdendo a visão.

No ano passado, o joinvilense que tinha apenas 15 anos na época ganhou na Justiça o direito de uma indenização por danos morais e materiais, além de uma pensão vitalícia.

E no início desta semana, o Tribunal de Justiça manteve a decisão após apelação feita pelo Estado à 2ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

O valor da indenização é de R$ 45 mil, enquanto a pensão vitalícia é de um salário mínimo por mês.

O incidente ocorreu na noite de 6 de junho de 2015, em frente à Arena Joinville, onde o rapaz estava na fila para comprar ingresso para a partida entre JEC e Corinthians.

As duas torcidas entraram em confronto e a polícia precisou intervir, lançando bombas de gás lacrimogêneo e disparando diversos tiros de balas de borracha.

Segundo os autos do processo, o jovem torcedor não participava da briga, mas acabou sendo atingido no olho e perdendo a visão.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul