Cinco meses depois do título na Superliga C Feminina, Franciane Richter comemora mais uma conquista a nível nacional com o Amavôlei Maringa (PR).

A guaramirense de 23 anos agora celebra o status de campeã da Superliga B, que teve seu término antecipado nesta segunda-feira (29) por conta da pandemia do novo coronavírus.

A decisão foi tomada em reunião entre a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e os clubes participantes.

Como a segunda parte da competição ainda seria realizada, a classificação do primeiro circuito foi mantida, com Maringá e Valinhos nos dois primeiros lugares e garantindo vaga na elite da Superliga.

“Só tenho a agradecer a tudo e a todos por esse momento, todo o esforço foi compensado, e que venha a Superliga A”, escreveu Franciane nas redes sociais.

A edição 2021/2022 da principal divisão do voleibol brasileiro ainda não teve suas datas divulgadas.