A temporada 2021 começou com mudanças na diretoria do Juventus. Na última segunda-feira (4), o Bahia anunciou a contratação de Renê Marques para ser o coordenador de futebol do time da Série A.

Por lá, ele vai ser o elo entre a diretoria e os jogadores, além de gerir o elenco, substituindo Diego Cerri, que não teve contrato renovado para 2021.

“Eu costumo dizer que sou o homem mais feliz do mundo, mas hoje eu sou muito mais que isso. Muito feliz, um grande desafio, acho que posso ajudar e tenho certeza que o Bahia vai ficar numa condição bem bacana na competição. Juntos, vamos fazer um grande Brasileiro ainda, ainda dá tempo, e é pra isso que estamos nos unindo a esse grupo”, disse Renê, em sua chegada ao Tricolor baiano.

O dirigente chegou ao Moleque Travesso em 2019 para assumir a gestão de futebol do clube. Em pouco mais de um ano, ajudou a conduzir a equipe jaraguaense à semifinal do Campeonato Catarinense e a conquista da vaga na Série D do Brasileiro.

Com a saída do gestor, o Juventus ficará sem um substituto no momento e a função será assumida por Hudson Moura, presidente de futebol do clube.

Renê em sua apresentação no Bahia | Foto: Divulgação/EC Bahia

Natural de São Paulo, Renê Marques foi goleiro profissional entre 1995 e 2011, passando por quase 10 clubes de vários cantos do país, entre eles, o próprio Bahia, onde conquistou o acesso à elite nacional em 2010.

Ao se aposentar dos gramados, se formou em marketing esportivo e gestão de esportes, cargo que assumiu pela primeira vez no Grêmio Barueri (SP).

Depois, assumiu a função em outros clubes como Goianésia (GO), Sport Club Litoral, Naviraiense (MT), Almirante Barroso, Rio Branco (AC) e Marcílio Dias.

Em muitos deles, intercalou o trabalho de treinador, em que também ganhou notoriedade ao acumular acessos, como nos catarinenses Marcílio Dias e Barroso.

 

Telegram Jaraguá do Sul