Elenco de 2020 leva o clube jaraguaense a terceira semifinal de sua história | Foto: Cristiano Andujar/Estadão Conteúdo
Elenco de 2020 leva o clube jaraguaense a terceira semifinal de sua história | Foto: Cristiano Andujar/Estadão Conteúdo

Se já não bastasse a permanência na Série A do Catarinense e vaga garantida na Série D do Campeonato Brasileiro 2021, o Juventus versão 2020 alcançou mais um grande feito na última quarta-feira (29) ao golear o Figueirense e conquistar sua classificação à semifinal do Estadual.

Para se ter uma ideia, a equipe de Jorginho encerra um longo jejum do clube jaraguaense, que não alcançava essa fase decisiva da competição há 14 anos.

Foi em 2006 quando o torcedor juventino viu um time sem estrelas, mas com um grande trabalho coletivo, chegar à semifinal do torneio mais importante do futebol catarinense.

Sob o comando de Itamar Schülle, o elenco que trazia como destaques Ademir Sopa, Leandro Temporim e Sabiá, surpreendeu o Estado logo na primeira fase ao terminar como vice-líder do Grupo A, com seis vitórias, um empate e três derrotas, ficando atrás apenas do Figueirense.

Ídolo da torcida juventina, Itamar Schülle hoje treina o Santa Cruz | Foto: Divulgação/Santa Cruz

A regularidade se manteve na segunda fase, também disputada em forma de chave, em que o Tricolor ficou na mesma segunda posição, com três triunfos, um empate e dois reveses.

Com isso, garantiu lugar na semifinal para enfrentar o Joinville, líder do outro grupo. No jogo de ida, em um estádio João Marcatto completamente lotado, o time de Jaraguá do Sul acabou perdendo por 1 a 0.

Já no segundo confronto, não faltou luta para reverter a desvantagem, mas o JEC aproveitou o fator casa, foi eficiente e carimbou o passaporte para final ao vencer por 3 a 0, um ‘placar mentiroso’ pelo que as equipes produziram naquela partida.

Apesar da eliminação, o Moleque Travesso ficou com a terceira colocação do Catarinense de 2006 – vencida pelo Figueirense - e igualou sua melhor campanha na história da competição, que havia sido conquistada em 1994.

Desde então, a equipe jaraguaense viveu uma verdadeira gangorra entre Séries A e B, que agora promete ficar no passado para o clube começar a se consolidar no cenário estadual e nacional.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul